Pub

Além das rotas que a companhia já opera a partir daquele aeroporto, as 15 novas ligações directas já anunciadas pela Ryanair vão permitir melhorar as condições de acesso ao principal destino turístico português a partir de 11 mercados externos. Em 2009, estes mercados – Reino Unido, Irlanda, Espanha, França, Dinamarca, Holanda, Itália, Alemanha, Noruega, Suécia e Eslováquia – geraram 7,86 milhões de dormidas no Algarve, representando 84% da procura externa na região.

A importância turística destas ligações (que arrancam durante o Verão) e da nova base operacional justifica o apoio às novas rotas pelo Turismo de Portugal, ANA e Associação de Turismo do Algarve, ao abrigo do programa Iniciativa.pt. Este programa associa o marketing do destino à divulgação das ligações, com acções junto do consumidor final e na área de influência dos aeroportos de origem.

Com estas 15 rotas (a que se juntam três rotas Ryanair que já existiam e estavam incluídas no programa), ascende a 40 o número total de ligações apoiadas pelo Iniciativa.pt, encontrando-se ainda em negociações mais 11.

Prevê-se que, nos próximos cinco anos, estas 18 rotas desembarquem no Algarve um total de cerca de 2,2 milhões de passageiros. No Verão de 2010, a Ryanair passa assim a oferecer esta região a 27 cidades em 11 países diferentes. Está ainda em aberto a possibilidade de se apoiarem novas ligações que tenham o Algarve como destino e que sejam servidas por aviões baseados no aeroporto.

O reforço da operação low-cost (que já representa hoje 72,8% de todas as ligações) proporciona “novas oportunidades de venda do produto turístico Algarve: flexibilização das estadias, diversificação das ofertas e da composição dos produtos e sua disponibilização ao longo de todo o ano”, refere o Turismo de Portugal. “O aproveitamento destas oportunidades poderá permitir a redução da sazonalidade da actividade turística e o enriquecimento da proposta de valor do destino”, sublinha aquela entidade, garantindo que “o apoio a estas novas rotas e à base da Ryanair é assim mais um estímulo para que os empresários regionais possam redefinir, diferenciar e adaptar o seu modelo de negócio”.

Para o verão 2010, o Algarve vê reforçada a sua acessibilidade, com 350 voos regulares por semana, sendo o Reino Unido o principal mercado de origem, com mais de 60% de operação (200 voos), proveniente de 15 cidades. Segue-se a Alemanha (mais de 50 voos semanais) e a Irlanda (cerca de 40 voos semanais). Londres (com 80 voos/semana), Dublin (26 ligações) e Dusseldorf (13) são as cidades que mais ligações têm ao Algarve.

Com as novas rotas, a Ryanair passa a ser a companhia que liga o Algarve ao maior número de mercados, torna-se o principal operador regular do mercado alemão para o Algarve e reforça a sua liderança junto do mercado irlandês.

Além do potencial turístico que encerram para Portugal – reforçando a acessibilidade dos principais mercados –, esta base e as suas rotas permitirão criar mais de 150 empregos directos e sustentar 1300 postos de trabalho indirectos.

Pub