Pub

Sao_bras_alportelO concelho de São Brás de Alportel vai lançar um programa anual para comemorar o seu centenário, que se assinala a 01 de junho, com iniciativas culturais que vão contar a história do concelho mais jovem do Algarve.

No início do século XX, São Brás de Alportel era a maior freguesia do concelho de Faro, mas, poucos anos após a implantação da República, a freguesia foi elevada a concelho e desanexada da capital algarvia, a 01 de junho de 1914, ganhando autonomia administrativa.

Entre as ações previstas, inclui-se a publicação de estudos sobre a história da vila e personalidades marcantes do concelho, concursos de fotografia, a edição de uma coleção de postais antigos, eventos desportivos e gastronómicos, exposições de rua e em galerias e a requalificação de algum património, explicou à Lusa a vereadora Marlene Guerreiro.

O presidente do município, Vítor Guerreiro, disse à Lusa tratar-se de “um marco muito significativo” na história do concelho, acrescentando esperar que as iniciativas desenvolvidas ao longo do ano possam ajudar a comunidade a refletir sobre o passado e história do concelho e ajudar a construir o futuro.

No dia do aniversário, a câmara municipal vai proceder às cerimónias oficiais e solenes logo pela manhã, estando marcada a inauguração da Praça da República, local recentemente recuperado.

Nesse dia, na mesma praça, um escultor vai começar a esculpir uma peça ao vivo, que deverá relacionar o nascimento do concelho com a implantação da República Portuguesa, explicou Marlene Guerreiro.

A obra deverá ser inaugurada dentro de um ano, no encerramento das comemorações, altura em que a autarquia pretende transformar a zona histórica de São Brás de Alportel para uma recriação de como era a vida das pessoas da terra há cem anos.

O aniversário do concelho coincide com o Dia da Criança e o programa comemorativo inclui uma festa para os mais jovens no Jardim Carrera Viegas, a partir das 15:00.

Ao final da tarde, a população é convidada a visitar o túmulo do fundador do concelho, João Rosa Beatriz, republicano convicto que ainda antes da implantação da República já estava empenhado na desanexação de São Brás de Alportel do concelho de Faro.

Este é um exemplo de empenho e visão de futuro a seguir, considerou Vítor Guerreiro, que explicou que há cem anos João Rosa Beatriz tinha como prioridades para o concelho criar melhores condições de vida para a população, melhorar as acessibilidades e apostar na educação.

“É precisamente aquilo em que temos de continuar a apostar, está perfeitamente atual com as atuais prioridades”, comentou.

O programa de eventos para 01 de junho encerrará com um concerto de Miguel Gameiro & Polo Norte que será seguido da oferta de um bolo de aniversário construído por vários doceiros da terra e fogo-de-artifício.

Pub