Pub

O sargento da GNR foi detido pela Polícia Judiciária perto de Boliqueime (Loulé) dia 30 de abril, encontrando-se em prisão preventiva no presídio militar de Tomar.

Durante a operação de detenção, a Judicária apreendeu cerca de 100 gramas de cocaína na bagageira da sua viatura, dissimulada em sacos de plástico e dentro de um pacote de leite vazio.

Em declarações à Lusa, a advogada do sargento da GNR de Loulé, Norma Farroba, disse que o arguido confessou o crime e que por pertencer à GNR deverá “ser condenado a prisão efetiva a uns sete ou oito anos”.

Uma das testemunhas neste caso judicial é Luís de Jesus, conhecido por “Evaristo”, um empresário da noite algarvia, antigo rosto do Clube Casa do Castelo e antigo responsável pelo Sacha Beach, em Portimão.

Inspetores da Judiciária disseram no Tribunal de Loulé que durante as interceções telefónicas captaram informações de que o empresário da noite Algarvia, Luís de Jesus, comprava cocaína através de um taxista, que alegadamente se abastecia com o sargento da GNR detido e acusado de tráfico de droga.

Lusa

Pub