Pub

“Será um período experimental de um ano, passado o qual faremos o balanço e veremos se será uma medida para continuar”, acrescentou o comandante Marques Ferreira, da Zona Marítima do Sul.

Até aqui, os interessados na visita tinham que a requerer junto das capitanias ou daquela Zona Marítima, o que acontecia sobretudo com as escolas da região, disse o responsável, sublinhando que, por razões logísticas, é conveniente que os grupos muito grandes continuem a solicitar marcações.

Os faroleiros residentes acompanharão os grupos de visitantes e explicarão a história das edificações e o funcionamento técnico dos equipamentos.

Na costa algarvia existem seis faróis: S. Vicente, em Vila do Bispo (28 metros de altura, construído em 1846), Ponta da Piedade, em Lagos (cinco metros, 1913), Alfazina, em Lagoa (23 metros, 1920), Ponta do Altar, em Lagoa (10 metros, 1893), Santa Maria, em Faro (46 metros, 1851) e Vila Real de Santo António (46 metros, 1923).

Lusa

Pub