Pub

Folha do Domingo dá-lhe a conhecer as novas religiosas a trabalhar na diocese, a propósito da 4.ª Semana do Consagrado que está a decorrer desde domingo passado e se prolonga até ao próximo dia 3 de fevereiro.

A irmã Maria de São Paulo Monteiro, da congregação das Missionárias Reparadoras do Sagrado Coração de Jesus, chegou ao Algarve em finais de agosto do ano passado e no dia 1 de setembro iniciou o seu trabalho como responsável pelo Setor da Catequese da Infância e da Adolescência da diocese algarvia.

É natural de Marco de Canaveses, no distrito do Porto, esteve 20 anos em África (5 em Moçambique e 15 em Angola), onde foi educadora de infância. Em 1984 saiu de Angola (onde esteve 10 anos como voluntária no apoio às populações durante o período da guerra) com destino a Roma para completar estudos, tendo regressado a Portugal em 1988.

Desde então tem trabalhado nos Secretariados da Catequese, tendo estado, primeiro, na Diocese de Portalegre-Castelo Branco (12 anos), depois na Diocese de Viseu (3 anos), seguindo-se uma passagem pelo Centro Catequético, em Fátima, com uma colaboração no Centro de Catequese da paróquia local e, por fim, a estadia na diocese açoriana de Angra do Heroísmo (7 anos).

A irmã Anelise Vicente, da congregação das Franciscanas Hospitaleiras da Imaculada Conceição (FHIC), também veio para o Algarve no último mês de setembro. Natural de São Tomé e Príncipe, teve quatro anos a trabalhar em Angola, seguindo depois para Roma também para completar estudos durante cinco anos.

De Itália, veio para o Algarve, sendo educadora social de meninas dos 7 aos 13 anos no Centro de Bem-Estar Social Nossa Senhora de Fátima, em Olhão, uma instituição que acolhe crianças e jovens em risco do sexo feminino, entregue desde a sua fundação aos cuidados das irmãs FHIC.

A irmã Maria da Luz Praça, da congregação das irmãs Dominicanas de Santa Catarina de Sena, veio a 28 de setembro passado da casa-mãe daquele instituto religioso para o Algarve.

Natural da aldeia de Soutosa, na freguesia de Peva, concelho de Moimenta da Beira, está a trabalhar na Casa de Nossa Senhora da Conceição, em Portimão, uma instituição fundada em 1949 que está entregue aos cuidados daqueles religiosas e que também acolhe meninas em risco.

A irmã Maria da Luz Praça é ainda catequista na paróquia da matriz de Portimão.

A 4.ª Semana do Consagrado que decorre até 3 de fevereiro, é uma iniciativa do episcopado português, em parceria com a Conferência dos Institutos Religiosos de Portugal (CIRP) e a Conferência Nacional dos Institutos Seculares de Portugal.

O Dia do Consagrado coincide com a festa litúrgica da Apresentação do Senhor, a 2 de fevereiro, quando se evoca o momento em que Jesus, com poucos dias, foi simbolicamente oferecido a Deus no templo de Jerusalém, de acordo com as prescrições judaicas.

Na Diocese do Algarve, o Dia do Consagrado será este ano assinalado com um encontro com o bispo do Algarve, D. Manuel Quintas, também ele membro de uma congregação religiosa (Sacerdotes do Coração de Jesus – dehonianos), a realizar, a partir das 12h, na paróquia de Vila Real de Santo António, que terminará com a celebração da eucaristia pelas 17h.

Religiosos ou consagrados são os sacerdotes, irmãos ou irmãs, pertencentes a um(a) instituto/congregação religioso(a).

Samuel Mendonça

Pub