Pub

A ressurreição do Filho de Deus que assumiu a condição humana e que, creem os fiéis, veio ao mundo para salvar a humanidade, é celebrada um pouco por toda a parte. Para os cristãos é a festa da vitória da Luz sobre as trevas, do Bem sobre o mal, da Vida sobre a morte. A garantia de que também um dia ressuscitarão para a Vida eterna como o seu Senhor e Mestre.

O mistério da paixão, morte e ressurreição de Cristo constitui para a Igreja universal o acontecimento que substancia e dá sentido ao seu plano de evangelização, dando prossecução ao mandato de Jesus.

A imersão no ‘coração’ das celebrações pascais dá-se Quinta-feira Santa (dia 21 de abril) com o início do Tríduo Pascal, na Missa vespertina da Ceia do Senhor.

No Algarve, as celebrações de toda a Semana Santa, particularmente as de Sexta-feira Santa, sábado Santo e domingo da Ressurreição, multiplicam-se pelas 80 paróquias e vicariatos paroquiais, assumindo particular destaque as que ocorrem na Catedral algarvia, em Faro, por serem presididas pelo bispo da diocese, D. Manuel Quintas.

Consciente da necessidade de chegar ao maior número de fiéis que queiram participar nas celebrações da Semana Santa na região, não só os residentes, mas também tantos milhares de outras pessoas que nesta quadra aproveitam para visitar o Algarve, a Diocese do Algarve voltou a providenciar no sentido de disponibilizar no seu Portal na Internet os horários das celebrações na quase totalidade das paróquias algarvias.

A página dos horários das celebrações tem associado um bloco de destaque na página de entrada, na parte superior esquerda, com a designação ‘Celebrações Pascais no Algarve’ por onde poderá ser feito o acesso.

Os fiéis poderão ainda, ao longo da Semana Santa, acompanhar a informação noticiosa produzida pela FOLHA DO DOMINGO que irá sendo disponibilizada, à qual serão sempre associadas as imagens mais significativas das celebrações presididas pelo bispo da diocese na catedral de Faro.

Samuel Mendonça
Pub