Pub

O seminarista algarvio Samuel Camacho vai ser instituído acólito no próximo dia 31 deste mês.

Samuel Camacho, da paróquia de São Pedro de Faro, está no sexto ano a completar estudos no Seminário de São José de Faro e em pré-estágio nas paróquias de Boliqueime, Ferreiras e Paderne.

O seminarista vai ser instituído no acolitado no decurso da celebração eucarística na solenidade de Pentecostes, em que a Igreja retoma das celebrações com participação presencial de fiéis, após a determinação da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) no dia 13 de março de suspender a celebração comunitária das Missas. A diocese algarvia celebra também naquela data o Dia da Igreja Diocesana, presidida pelo bispo do Algarve, D. Manuel Quintas, na Sé de Faro, pelas 18h.

A participação na eucaristia está sujeita a convite por causa do cumprimento das normas de higiene, distanciamento e outras formas de proteção, prescritas pelas autoridades de saúde e apresentadas pela Conferência Episcopal Portuguesa.

A instituição, agora pedida pelo seminarista, é um passo para a sua futura ordenação presbiteral, uma vez que constitui um pressuposto para ela. Por outro lado, reforça a intenção do candidato de orientar a sua vida, o caminho de formação humana e de fé e o aperfeiçoamento espiritual para a ordenação sacerdotal, respondendo ao apelo de Deus.

Instituído acólito, Samuel Camacho, completará a segunda etapa que precede a terceira e última, – o diaconado –, antes da ordenação sacerdotal.

O serviço do acólito centra-se, de maneira particular, na eucaristia que aquele que é instituído neste ministério passa a distribuir a todos, particularmente àqueles que não podem abeirar-se dela como os doentes.

Pub