Pub

Isabel Soares, presidente da Câmara de Silves, salientou a importância deste novo serviço, que permitirá “congregar pessoas de boa vontade, em torno de um ideal: doar o seu tempo e as suas competências a quem, na comunidade, mais precisa, tornando-se voluntários”. A autarca destacou, ainda, a importância destas estruturas e do trabalho voluntário, “reconhecida em todo o mundo” como uma forte contribuição para o desenvolvimento sustentável e sustentado das sociedades e a promoção dos valores da “justiça, da cidadania e da solidariedade”.

Maria Elisa Borges, do CNPV, fez uma explicação detalhada do modo de funcionamento dos Bancos Locais de Voluntariado e do enquadramento legal de suporte a estas instituições, tendo destacado dois aspectos que considerou fundamentais no voluntariado: é um serviço que não discrimina ninguém, já que qualquer cidadão, independentemente do sexo, idade ou condição económica, pode tornar-se voluntário; por outro lado, as pessoas que pretendem doar o seu tempo em prol dos outros devem fazê-lo com o mesmo grau de competência e de profissionalismo, que empregam no seu trabalho remunerado.

Elsa Chambel, presidente do CNPV, destacou a importância actual das autarquias enquanto dinamizadoras dos Bancos Locais de Voluntariado e apelou para a necessidade de se criarem projectos que permitam o envolvimento de várias gerações de voluntários, tendo referido, também, que 2011 será o “Ano Europeu do Voluntariado”.

O BLV de Silves começa o seu trabalho hoje mesmo, podendo os interessados dirigir-se às Piscinas Municipais de Silves, para obterem informações junto do Sector de Acção Social, que coordenará este serviço. Caso o desejem, poderão usar os telefones 282 440 800/ 282 440 831, o fax 282 442 126, ou o e-mail sasocial@cm-silves.pt.

Clique na foto para ver outras fotos

Pub