Pub

Depois de terem passado pela paróquia de Quarteira no último domingo, os símbolos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) visitaram a paróquia das Ferreiras na passada segunda-feira, o lar do Centro Paroquial de Paderne e o lar do Centro Social da Quinta da Palmeira, em Albufeira, na passada terça-feira.

Nas duas instituições de apoio a idosos, a cruz e o ícone mariano estiveram presentes durante a recitação do terço com os utentes, na primeira sob a orientação das irmãs Dominicanas de Santa Catarina de Sena que trabalham na paróquia de Paderne e na segunda sob a jurisdição das educadoras da creche daquele Centro Social pertencente à Câmara Municipal de Albufeira, mas sob gestão do Centro Paroquial de Paderne por via de um protocolo assumido com a edilidade.

Para além da valência de lar com 39 utentes, o Centro Paroquial de Paderne conta ainda com as respostas de Centro de Dia com 10 utentes, Apoio Domiciliário com 45 beneficiários e Creche com 75 crianças. Nas Ferreiras, a Creche daquela instituição com 35 crianças.

O Lar do Centro Social da Quinta da Palmeira conta com 19 idosos e a Creche com 75 crianças. No total, ambas as instituições contam com 110 funcionários.

Os símbolos da JMJ chegaram no dia 29 do passado mês de outubro à Diocese do Algarve – a primeira de Portugal a recebê-los para uma peregrinação pelas dioceses portuguesas durante os próximos dois anos – e serão entregues no dia 27 deste mês à vizinha Diocese de Beja.

A Cruz da JMJ foi entregue pelo Papa João Paulo II aos jovens em abril de 1984 e marcou o início de uma peregrinação da juventude de todo o mundo; em 2000, o mesmo pontífice confiou aos jovens uma cópia do ícone de Nossa Senhora ‘Maria Salus Populi Romani’.





Pub