Inicio | Sociedade | Sismo abalou o país e em especial o Algarve

Sismo abalou o país e em especial o Algarve

O sismo não terá provocado danos humanos e materiais no Algarve, segundo a protecção civil da região, que recebeu dezenas de chamadas telefónicas.

Muitas pessoas recearam réplicas do sismo e foram para a rua, de acordo com relatos recolhidos pela Lusa.

No Comando Distrital de Operação de Socorros (CDOS) de Faro foram registadas várias chamadas telefónicas de pessoas receosas com o sismo, mas ninguém pediu ajuda ou socorro.

“Não fomos chamados para nenhuma ocorrência. Dezenas de pessoas ligaram para o CDOS para saber informações do sismo, mas ninguém pediu ajuda”, disse à Lusa o funcionário de piquete no CDOS esta manhã.

A Lusa contactou o Hotel da Baleeira em Sagres, o mais Oeste de Portugal Continental e, segundo a recepcionista Maria João Marcelo, o sismo foi sentido naquela unidade hoteleira e alguns clientes saíram dos quartos de pijama para saber informações.

“Durante a noite sentiram-se algumas portas dos quartos a abrir e a fechar-se e hóspedes a pedirem informações, mas não se registou nenhum acidente ou dano material”, garantiu a funcionária do Hotel, confirmando que muitas pessoas foram para a rua de pijama comentar o sucedido.

O comandante da Zona Marítima do Sul, Marques Ferreira disse à Lusa que na área de jurisdição da Polícia Marítima não há relato de nenhum incidente em nenhum porto marítimo, nem com nenhuma embarcação.

O responsável pela GNR no Algarve também adiantou à Lusa que não registou pedidos de socorro.

“Não houve danos nem humanos, nem materiais mesmo com um sismo desta intensidade e magnitude”, afirmou Vítor Calado, major da GNR.

Moradores em Faro contactados pela Lusa relataram que sentiram o sismo, que chegaram a recear réplicas e que viram muitas pessoas nas ruas de pijama a comentarem o incidente.

“Foi o maior tremor de terra da minha vida. Estava a dormir e dei um salto quando senti o sismo e foi horrível, tive medo que houvesse réplica”, recordou Marta Filipa, moradora na avenida principal da capital algarvia.

Verifique também

PJ detém militar suspeito de abusar sexualmente de menor no concelho de Tavira

A Polícia Judiciária (PJ) anunciou hoje a detenção, na quinta-feira, de um militar de 25 …