Pub

Na nota, a ANA Aeroportos de Portugal refere que “na sequência da nuvem de cinza proveniente do vulcão Eyjafjallajökull na Islândia e das perturbações atmosféricas por ele causadas foram cancelados 137 voos no período das 00:00 horas (local) e até ao final do dia de hoje.”

A maioria dos destinos e origens destes voos são no Sul e Centro da Europa, Reino Unido e Irlanda” indica o comunicado.

No aeroporto de Lisboa foram cancelados 33 voos, sendo que 16 se referem a partidas e 17 a chegadas.

No aeroporto Francisco Sá Carneiro (Porto) foram cancelados 38 voos, sendo que 19 se referem a partidas e 19 a chegadas.

No aeroporto de Faro foram cancelados 60 voos, sendo que 30 se referem a partidas e 30 a chegadas e, no aeroporto João Paulo II, em Ponta Delgada, foram cancelados 2 voos (uma partida e uma chegada).

No aeroporto da Madeira, infraestrutura gerida pela ANAM (os demais aeroportos são geridos pela ANA), foram cancelados 4 voos, sendo que 2 se referem a partidas e 2 se referem a chegadas.

Na nota, a ANA aconselha a todos os passageiros que tenham os seus voos planeados para hoje e para domingo, “que contactem as companhias aéreas em que pretendem viajar ou as suas agências de viagem para conhecerem o estado dos seus voos antes de se dirigirem para os aeroportos”.

Todos os voos da TAP com origem ou destino nos aeroportos de Barcelona, da Corunha e de Bilbao foram hoje cancelados devido à nuvem de cinzas vulcânicas da Islândia, informou fonte oficial da empresa.

O vulcão islandês Eyjafjöll entrou em erupção a 21 de Março, tendo provocado uma nuvem de cinzas que afetou o movimento aéreo no espaço europeu e, depois de um abrandamento, a actividade voltou a intensificar-se na passada quinta feira à noite.

Lusa

Pub