Pub

Contudo, o valor do subsídio a atribuir pelo município à Cruz Vermelha sofreu um corte de 25 mil euros: de 35 mil euros passou para 10 mil. A câmara municipal explica que este corte é fruto da “atual situação financeira do município”.

Não obstante, a delegação de Lagos da Cruz Vermelha Portuguesa compromete-se, em contrapartida, a prestar assistência e socorro nas iniciativas promovidas/apoiadas pelo município, desde que para tal seja solicitada.

Pub