Pub

“Além dos quartos, vamos ter 19 suites e uma suite presidencial que tem 300 metros quadrados, piscina, garagem e jardim privativos, e ainda uma ponte de ligação do jardim ao SPA”, disse Alessandro Cabella, diretor geral Cluster Algarve, que reúne este empreendimento e o Hilton Vilamoura.

Os preços ainda não estão definidos, mas a suite presidencial “deverá” custar entre 3000 a 3500 euros por noite, enquanto os restantes preços de quartos ou suites no hotel vão variar entre os 260 euros “até ao máximo” de 700 euros.

Situado na Quinta do Lago, este empreendimento, que foi classificado como de Potencial Interesse Nacional (PIN), vai ser responsável pela criação de uma centena de postos de trabalho, segundo aquele responsável.

A inauguração do Conrad Algarve esteve marcada para 2009, mas as obras foram “atrasadas” devido à difícil conjuntura económica mundial, segundo explicou Alessandro Cabella.

“Estamos cientes das dificuldades, mas também estamos convictos que há mercado para sete tipo de serviço”, comentou.

O novo resort de luxo do Algarve, o primeiro do grupo da Europa, pode não ser o último investimento em Portugal, embora ainda não existam projetos concretos a anunciar: “Há uma clara intenção de vir para Lisboa, mas é uma questão de parcerias”, afirmou aquele responsável, sem precisar mais pormenores.

Além do hotel, o resort vai ter ainda 80 apartamentos, dos quais apenas 10 vão ser geridos pelo hotel, podendo os restantes ser vendidos à semelhança do que acontece em outros empreendimentos no Algarve, como Vale do Lobo, considerado um ponto de referência mercado de luxo.

Lusa

Pub