Pub

Em declarações à Lusa, fonte da PSP de Olhão disse que o homem, detido segunda feira, foi identificado em conjunto com outros dois horas após o assalto, durante o qual agrediram e roubaram a funcionária do posto.

A mesma fonte adianta que o grupo composto por três homens é suspeito de estar envolvido em vários furtos por todo o Algarve – a casas, lojas, escolas, bombas de gasolina e carros -, mas sobretudo no Sotavento.

Apesar de ter identificado os três homens a PSP de Olhão apenas deteve um, de 34 anos, sobre o qual incidiam as maiores suspeitas, tendo os outros dois sido constituídos arguidos, acrescenta a mesma fonte.

O grupo é conhecido por agir com "alguma violência", diz fonte da PSP de Olhão, tendo no último assalto a um posto de combustível na EN 125, em Olhão, agredido e roubado bens pessoais à funcionária.

Durante a investigação, a PSP apreendeu uma réplica de arma de fogo semelhante à que foi usada num assalto à mão armada ocorrido na dependência da Caixa de Crédito Agrícola de Santa Catarina da Fonte do Bispo, em Tavira.

O único detido será hoje à tarde ouvido no Tribunal de Olhão para aplicação das medidas de coação consideradas adequadas, conclui a mesma fonte.

Em comunicado, a PSP de Faro acrescenta que este ano já deteve mais de dez pessoas por crimes contra a vida e património, tendo em 2009 detido mais de 70 pessoas pelos mesmos motivos.

Lusa

Pub