Pub

O suspeito de ter esfaqueado o futebolista Tavinho, na madrugada de segunda-feira, estava em liberdade condicional, informou hoje a Polícia Judiciária (PJ), que deteve o homem após este se ter entregado à GNR.

O suspeito, de 30 anos, apresentou-se pelas 22:00 de terça-feira no posto da GNR de Vilamoura, acompanhado por uma advogada, tendo depois sido entregue à PJ, que o deteve.

Em comunicado, a PJ adiantou que o homem, suspeito de tentativa de homicídio, “se encontrava em liberdade condicional no âmbito de um processo pelos crimes de roubo e resistência a funcionário”.

O crime de tentativa de homicídio aconteceu na madrugada de segunda-feira, junto a um bar em Vilamoura, tendo o arguido golpeado a vítima por duas vezes na zona do pescoço, perfurando-lhe o hemotórax direito, segundo a PJ. Em seguida, pôs-se em fuga.

O homem vai agora ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação de medidas de coação.

O futebolista do Farense conhecido como Tavinho, de 24 anos, mantém-se internado no hospital de Faro.

Pub