Breves
Inicio | Cultura | Tavira tem espaço que permite aos visitantes ouvir e sentir o fado

Tavira tem espaço que permite aos visitantes ouvir e sentir o fado

Fado_taviraA cidade de Tavira passou a contar com um espaço dedicado ao fado, onde diariamente os visitantes podem conhecer a história e a relação com a cultura portuguesa “ouvir e sentir” este género musical, Património Imaterial da Humanidade.

Seis apresentações diárias, de segunda-feira a sábado, com cerca de meia hora cada, permitem aos visitantes da cidade algarvia conhecer as raízes de um género musical que “deixa os turistas surpreendidos e com sentimentos que nunca pensaram ter” à entrada do espaço gerido pela Associação Cultural Fado com História, disse à agência Lusa o presidente e guitarrista, Virgílio Lança.

No centro histórico de Tavira, ao lado da igreja da Misericórdia, a associação criou um pequeno auditório, com capacidade para 40 pessoas, e faz espetáculos que começam com a projeção de um vídeo a explicar a história do fado até aos nossos dias e o papel que representa para o povo e a cultura portuguesa e levou à sua distinção pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).

“O que mais marca os turistas que nos têm visitado são os sentimentos e a forma como esta música, com palavras que eles desconhecem, consegue fazê-los arrepiar e sair daqui com a sensação de que este foi um dos pontos altos da sua visita a Tavira”, afirmou Virgílio Lança, que toca viola no trio composto com Miguel Drago (guitarra portuguesa) e Teresa Viola (voz).

A associação constituiu-se através de uma parceria com a Misericórdia de Tavira, conta com o apoio da Câmara local e agora quer implementar-se junto de operadores turísticos e culturais do Algarve para promover e divulgar o fado, distinguido em 2012 como Património Imaterial da Humanidade pela UNESCO.

“Temos também a colaboração dos principais artistas de fado do Algarve, que são do melhor que há em Portugal. Após o filme, tocamos quatro fados representativos do que foi exibido e que permitem aos turistas ter contacto com este género musical”, disse Virgílio Lança.

Após dois meses de funcionamento, a Associação Fado com História tem na sexta-feira a sua oficialização como parte da oferta cultural em Tavira, com a realização de uma gala de inauguração na igreja da Misericórdia.

O presidente da associação frisou que outros objetivos do projeto passam por proporcionar aos músicos e fadistas um local de contacto e de ensaios e permitir a utilização das instalações e usufruto das atividades aos sócios, que são a sua principal fonte de receitas, a par dos espetáculos a cinco euros por pessoa.

Verifique também

Livro de Patrícia Palma revela rede de bibliotecas religiosas que contribuiu para cultura escrita no século XVIII

A nova publicação da investigadora algarvia Patrícia de Jesus Palma vem desconstruir “a ideia feita …