Pub

As unidades de alojamento algarvias registaram no mês passado uma ocupação média de 52,3 por cento, aumento que não foi acompanhado por uma subida do volume de negócios devido à descida dos preços, acrescenta a Associação de Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve (AHETA) em comunicado.

As zonas de Vilamoura, Quarteira e Quinta do Lago registaram a taxa de ocupação mais elevada (65 por cento), e as de Lagos e Sagres a mais baixa, com 37 por cento, refere a associação.

Por zonas geográficas as maiores subidas ocorreram em Tavira e Albufeira (mais 13 por cento) seguidas pelas zonas de Vilamoura, Quarteira e Quinta do Lago e de Portimão e Praia da Rocha (mais 10 por cento).

Por categorias, os aldeamentos e apartamentos de cinco e quatro estrelas foram os que registaram as maiores subidas, não tendo sido registadas descidas em nenhuma das categorias.

Lusa
Pub