Pub

Teatro_figurasO “melhor ano de sempre”, com “somente um terço” do orçamento suportado pela Câmara de Faro e um aumento de 18% nos espetadores, é o balanço que o Teatro das Figuras faz de 2015.

“Com dez anos completados no passado dia 01 de julho, 2015 confirma-se como o ano de afirmação do Teatro das Figuras no panorama cultural regional e nacional, tendo registado o melhor desempenho de sempre”, congratulou-se a direção do teatro municipal de Faro, num comunicado.

A mesma fonte precisou que o orçamento de 2015 se situou em 1,045 milhões de euros, “dos quais somente um terço foi suportado pelo Município de Faro, tendo o restante montante sido gerado por receitas próprias, bem como oriundo de financiamento comunitário”.

À redução do montante suportado pelo município, que fonte do Teatro disse à agência Lusa ter sido de “51%, em 2014”, juntou-se um aumento no número de espetadores, que foi de cerca de 46.000, em 2015, segundo os dados avançados pela direção do equipamento cultural.

Para este “aumento [dos espetadores] de 18%, face a 2014”, e para a “taxa média de ocupação de 60%”, com cada uma das 132 sessões realizadas a registar, em média, uma assistência de 347 espetadores, a direção do Teatro considerou ter contribuído a “intensa e eclética atividade artística”, que permitiu também esgotar 24 dessas sessões.

Músicos como Rodrigo Leão, António Zambujo, Maria João e Mário Laginha, Camané ou David Fonseca, comédias teatrais protagonizadas por Eduardo Madeira e João Marques ou por Ana Bola, o “Lago dos Cines”, pela Companhia Nacional de Bailado, com a Orquestra Clássica do Sul, foram alguns dos espetáculos nacionais que contribuíram para fechar 2015 como o “melhor ano de sempre”, considerou a direção do Teatro.

A mesma fonte enumerou também alguns artistas internacionais que passaram em 2015 por Faro, como a brasileira Adriana Calcanhotto, a turca Ayse Deniz, o australiano Mick Harvey, a norte-americana Stacey Kent e o britânico Benjamim Clementine, entre outros músicos.

Além da atividade artística, foram “investidos 192.000 euros na área técnica”, renovando o sistema de bilhética para permitir a sua inclusão numa plataforma de venda de bilhetes pela Internet e instalando um novo equipamento de som e luz, multimédia e maquinaria de cena, destacou a direção do Teatro.

“Os trabalhos na área técnica, dependentemente do equipamento em causa, foram comparticipados, entre 60 e 80%, por fundos comunitários”, precisou a fonte do Teatro à Lusa.

O Teatro das Figuras referiu ainda que também se procedeu ao “apetrechamento do Pequeno Auditório com uma bancada retrátil de 130 lugares, permitindo melhores condições de acolhimento do público que assiste a espetáculos naquela sala”.

Pub