Inicio | Sociedade | Temporal provocou 189 ocorrências no Algarve

Temporal provocou 189 ocorrências no Algarve

Os concelhos onde se registaram mais inundações foram Portimão (13) e Olhão (10), mas também em Tavira (7), Faro (6), Olhão (5) e Aljezur foram registadas inundações, informou o Comando Distrital de Operação de Socorros (CDOS), referindo que estiveram envolvidos 686 elementos, entre os quais 509 bombeiros.

Em comunicado enviado à Agência Lusa, o CDOS referiu que o concelho onde mais houve quedas de árvores foi em Loulé com 25 registos, mas em Faro (12), Portimão (10), Tavira (8) e Silves (7) foram municípios massacrados pelo temporal que levou a Protecção Civil a colocar todo o país em alerta amarelo até quinta-feira às 14:00.

No total o CDOS registou 189 ocorrências entre as quais um desalojado, 79 quedas de árvores, 53 inundações, três acidentes rodoviários, 27 quedas de estruturas, cinco quedas de cabos eléctricos, quatro desabamentos, seis deslizamentos e 12 patrulhamentos.

As intempéries levaram a que seis barras marítimas do Algarve estejam encerradas e prevê-se que assim se mantenham ao longo de quinta-feira, disse à Lusa fonte do Comando do Sul.

As barras marítimas de Albufeira, Alvor, Faro, Olhão, Tavira e Vila Real de Santo António estão encerradas devido ao temporal, mas de momento ainda se mantém abertas as barras de Portimão e Lagos, adiantou Marques Ferreira, comandante da Autoridade do Sul.

No terreno a tomar conta das ocorrências estiveram envolvidos 686 elementos – 509 bombeiros, 58 militares da GNR e 33 da PSP – com 267 veículos.

Verifique também

Ministra garante que suspensão de cirurgias programadas em Faro é transitória e não gera alarme

A ministra da Saúde, Marta Temido, considerou hoje que a suspensão das cirurgias programadas no …