Breves
Inicio | Economia | Tivoli Hotels & Resorts abre centro de congressos em Vilamoura num investimento de 8 milhões de euros

Tivoli Hotels & Resorts abre centro de congressos em Vilamoura num investimento de 8 milhões de euros

A Tivoli Hotels & Resorts anunciou que vai abrir, em junho, “o maior centro de congressos do Algarve” e um dos “mais amplos e mais modernos do país”, junto à marina de Vilamoura.

O novo Centro de Congressos do Algarve está situado nas imediações do Tivoli Marina Vilamoura, hotel que a empresa já detém nessa zona turística algarvia, uma das principais da região, e é o resultado de um “investimento de oito milhões de euros”, disse o diretor regional de operações da empresa, Jorge Beldade, à agência Lusa.

A mesma fonte disse que as expectativas da empresa passam por aumentar em 10% o peso que a realização de congressos já tem nos resultados da empresa.

“Esperamos crescer mais 10%, sendo que o segmento dos congressos e eventos passará a representar 40%”, afirmou o diretor regional de operações, acrescentando que “atualmente, o segmento de congressos e eventos representa perto de 30% do negócio”.

Jorge Beldade disse ainda que os responsáveis da empresa estão “muito entusiasmados com este novo Centro de Congressos e com um aumento substancial da sua capacidade”, que vai “permitir captar todo o tipo de eventos, mantendo sempre o serviço de excelência”.

O centro de congressos terá, segundo a informação avançada pela empresa num comunicado, “uma localização altamente privilegiada, junto à Marina e à praia, e uma fantástica vista sobre o oceano”, sendo “um dos mais amplos e modernos do país e até mesmo da Europa”, ao contar com “19 salas com luz natural, uma área total de 7.600 metros quadrados e capacidade para 3.800 pessoas”.

Entre outras coisas, o edifício conta com um terraço panorâmico com 2.300 metros quadrados com vista para o mar onde se podem “servir almoços, jantares ou ‘coffee breaks’, num ambiente descontraído e relaxante”, acrescentou a empresa.

Verifique também

Groundforce regressa ao aeroporto de Faro e prevê criar 140 postos de trabalho a longo prazo

A empresa de gestão de carga aérea (‘handling’) Groundforce espera criar 140 postos de trabalho …