Pub

A Polícia Judiciária informou hoje que as detenções de “pela presumível prática do crime de sequestro, roubo e posse de arma proibida” resultaram de uma operação policial conjunta com a GNR e PSP e levada a cabo na madrugada de segunda feira.

“Os arguidos, munidos, respetivamente, com uma pistola, uma caçadeira de canos serrados e uma shot gun, introduziram-se no escritório de uma superfície comercial, onde, após amarrarem um funcionário, procuraram estroncar o cofre onde estava guardado o valor correspondente ao giro comercial de sexta, sábado e domingo”, lê-se no comunicado de imprensa.

Os três arguidos, com idades entre os 30 e os 36 anos, foram intercetados ao saírem da superfície comercial de Tavira, altura em que as forças policiais também apreenderam as armas e os objetos furtados.

Os arguidos devem ser hoje presentes às autoridades judiciárias para aplicação das medidas de coação.

Lusa

Pub