Pub

A derrocada de uma parede com cerca de seis metros quadrados no interior do túnel, com cerca de 300 metros de extensão, foi provocada pela rotura de uma conduta de abastecimento de água e originou a interrupção do trânsito automóvel.

Em declarações à Lusa, o assessor da Câmara de Portimão, Pedro Poucochinho, disse que, "depois de terem sido reunidas as condições, o túnel foi reaberto, mas apenas num sentido, o de saída da cidade".

Segundo o assessor, a circulação rodoviária será invertida durante a manhã de terça feira, para facilitar a entrada na cidade e os trabalhos de reparação vão decorrer ininterruptamente para que o trânsito possa ser normalizado o mais rápido possível.

"Esperamos conseguir concluir os trabalhos para que se possa reabrir em pleno na quarta feira", referiu.

Conhecido como o túnel das Cardosas, a estrutura é uma das principais entradas e saídas da cidade de Portimão, por onde circulam diariamente milhares de veículos automóveis.

Lusa

Pub