Pub

Em declarações à Lusa, Nuno Aires disse estar “preocupado especialmente com o bem-estar dos passageiros”, mas explicou que está montado um sistema para que “se consiga resolver o problema o mais rapidamente possível”.

“Sou testemunha de que a direção do aeroporto, a Protecção Civil e todas as demais entidades envolvidas estão a fazer todos os possíveis para assegurar que os passageiros saiam o mais rapidamente possível”, disse.

Nuno Aires falava à Lusa à porta do aeroporto de Faro, minutos depois de se inteirar da situação junto do diretor da infraestrutura, Correia Mendes.

“Isto acontece a quatro dias de começar o chamado inverno IATA (Associação Internacional do Transporte Aéreo), a partir daí haverá uma quebra drástica do número de passageiros e a situação será muito mais calma”, sublinhou.

Um vento muito forte destruiu esta madrugada, cerca das 05:00, parte do teto do aeroporto de Faro, criando um cenário de caos.

O desabamento provocou cinco feridos, um dos quais em estado grave.

Lusa
Pub