Pub

“Foi constante amigo do seu clero e deixou pelas Dioceses que serviu um rasto de gratidão e simpatia, inteiramente merecidas”, referiu o actual bispo do Porto.

A celebração, que contou com a presença de vários bispos portugueses, decorreu na Catedral do Porto.

D. Manuel Clemente destacou, em particular, o momento em que o falecido bispo, que foi também prelado das dioceses de Viana do Castelo e do Porto, “assumiu a sucessão de D. António Ferreira Gomes, exigente para qualquer prelado, dada a excepcional craveira episcopal, cultural e cívica de quem tinha de substituir”.

“Até sempre, Senhor D. Júlio! Alegria e paz também para si, que tanto as comunicou a todos”, concluiu o bispo do Porto.

No final da celebração o cortejo fúnebre rumou ao Bunheiro, Murtosa (Aveiro), terra natal do prelado, onde foi sepultado em jazigo de família.

Ecclesia

Pub