Pub

Ontem à noite, a urna de vidro com os ossos do santo foi transferida para a capela das Relíquias, onde ficará até ao próximo sábado, dia 20.

Durante estes dias espera-se que a cidade italiana de Pádua receba 100 mil peregrinos provenientes de todo o mundo. A basílica de Santo António estará aberta entre as 6h20 e as 19h00 (no último dia até às 19h45), hora local, de forma a possibilitar livremente a visita aos fiéis para a veneração dos restos mortais de Santo António.

A urna, desde a sua trasladação para permitir o restauro da capela da Arca, não foi aberta. “Desde então – afirmou o padre Enzo Poiana, reitor da basílica de Santo António – multiplicaram-se os pedidos dos fiéis para poderem ver os restos mortais”.

No sábado acontecerá então, no âmbito de uma celebração privada, a reposição do corpo do santo na capela da Arca. No dia seguinte, comemorar-se-á a Festa da Translação. Os momentos culminantes serão a Missa solene, presidida pelo delegado pontifício, às 11h, e a das 17h, presidida pelo ministro provincial dos Frades Menores Conventuais, à qual seguir-se-á a tradicional procissão dentro da basílica com a relíquia do queixo de Santo António.

A ostensão coincide com a festa litúrgica da Transladação de Santo António (conhecida também como “Festa da Língua”), celebrada anualmente na basílica, no dia 15 de fevereiro. A festa recorda a primeira transladação do corpo do santo, em 8 de abril de 1263, por obra de São Boaventura (que, naquela ocasião, encontrou sua língua incorrupta), e de 15 de fevereiro de 1350, quando o túmulo do santo ocupou seu lugar definitivo na atual capela da Arca.

A festa pública é celebrada no domingo seguinte ao dia 15 de fevereiro.

A última vez que o corpo de Santo António foi apresentado aos fiéis ocorreu em 1981, por ocasião do 750.º aniversário da morte do frade franciscano. A iniciativa, que durou 29 dias, acolheu mais de 650 mil peregrinos.

Uma câmara de vídeo direccionada para as relíquias acompanha em permanência a sua ostentação e as imagens estão ser transmitidas em directo pela Internet, através do site www.santantonio.org/ostensionedelsanto2010, criado para ajudar os peregrinos.

O site proporciona informações em italiano e inglês, inclusive dados sobre a vida do santo e outras informações. Entre outras funcionalidades, os devotos poderão reservar online o Certificado do Peregrino – com o selo comemorativo do acontecimento –, que deve ser retirado ao chegar à basílica.

Santo António nasceu em Lisboa no final do século XII. Foi recebido entre os Cónegos Regulares de Santo Agostinho. Pouco tempo depois da sua ordenação sacerdotal ingressou na Ordem dos Frades Menores, com a intenção de se dedicar à propagação da fé cristã entre os povos da África. Exerceu com grande fruto o ministério da pregação em França e na Itália, tendo convertido muitos hereges. Foi o primeiro professor de Teologia na Ordem dos Frades Menores. Morreu em Pádua no ano de 1231.

Redacção com Ecclesia e Zenit

Pub