Pub

O mini tornado atingiu a zona durante 15 minutos, entre as 22:45 e as 23:00, sem provocar danos pessoais, e "de imediato se deslocaram para o local elementos dos serviços municipais de Protecção Civil de Portimão, assim como equipas da divisão viária da Câmara Municipal e da Empresa Municipal de Resíduos e Água de Portimão para realizarem os primeiros trabalhos de remoção", assegurou a autarquia portimonense.

Estas equipas encontravam-se na altura a trabalhar para reabrirem ao trânsito do Túnel das Cardosas, que desmoronou parcialmente na segunda feira, ficando uma das faixas encerradas ao tráfego.

"Entre outras situações, o violento vento que se fez sentir atirou algumas telhas dos restaurantes a cerca de 500 metros do local, até ao Hotel Presidente, tendo quebrado diversos vidros", precisou a autarquia num comunicado.

A câmara acrescentou que "o bar que funciona no primeiro andar do Clube dos Arcos, situado na estrada que liga o Vau à Praia da Rocha, sofreu diversos danos pontuais, tendo ainda sido derrubado um poste de iluminação situado nessa via" e "uma auto caravana estacionada junto ao edifício Três Castelos também sofreu ligeiros danos".

"A tarefa de limpeza da zona atingida foi concluída ao final da manhã de hoje, sendo de referir que todos os equipamentos turísticos se encontram devidamente operacionais, bem como todas as infraestruturas das redes elétrica e de saneamento básico", garantiu ainda a autarquia, frisando que "se segue o processo de rescaldo de prejuízos a cargo dos proprietários lesados".

A proprietária de dois restaurantes situados na Praia do Vau estimou hoje de manhã em milhares de euros o prejuízo causado pela passagem do mini tornado.

Maria da Conceição disse à agência Lusa que nunca tinha visto "nada assim" em 40 anos e que, apesar de os danos ainda estarem a ser quantificados, o seguro deverá cobrir parte dos prejuízos.

Lusa

Pub