Breves
Inicio | Economia | 1.ª Mostra Silves Capital da Laranja decorreu de sexta-feira até ontem

1.ª Mostra Silves Capital da Laranja decorreu de sexta-feira até ontem

A 1.ª Mostra Capital da Laranja arrancou na sexta-feira em Silves, com a abertura de expositores gastronómicos, de artesanato, de equipamentos agrícolas e com animação prevista para promover este recurso agrícola junto dos visitantes.

A presidente da Câmara de Silves, Rosa Palma, destacou à agência Lusa, as conferências do programa que procurou juntar conhecimento e lazer para promover um produto relevante para o concelho.

“É a primeira mostra de Silves Capital da Laranja e nós pretendemos destacar o território naquilo que o setor primário mais produz, que é a laranja, porque nós representamos ao nível do Algarve cerca de 60 por cento da produção de laranja”, explicou Rosa Palma.

A autarca realçou que uma das preocupações do município “foi não fazer isto de uma forma enfadonha” e “imprimir uma dinâmica diferente”, acompanhando com outras atividades as “conferências que se vão realizar com agricultores, comerciantes e outros agentes ligados à citricultura para que possam trocar informações e tomar conhecimento de práticas mais otimizadas para a produção de citrinos”.

Rosa Palma frisou que foram também disponibilizados stands de “gastronomia, artesanato, instrumentos agrícolas”, assim como um programa “com animação”, que contou no sábado com a atuação do grupo Deolinda.

“Isto para que as pessoas pudessem usufruir de um conjunto de atividades diferentes, mas sempre com a expectativa de promover a laranja de Silves e destacá-la”, justificou, considerando que “o Algarve é mais do que sol e praia” e Silves “tem muito mais para oferecer”.

Rosa Palma apelou para a necessidade de “Silves ser visto de outra forma” e frisou que “há residentes, produtores, potencial e o setor primário” também no Algarve, pelo que “a administração central deve reconhecer que o setor primário também existe”, além do Turismo.

A autarca agradeceu ainda o apoio da Região de Turismo do Algarve, da Direção Regional de Agricultura e de outras entidades na realização desta 1.ª mostra da Laranja, que contou com a conferência “Laranja XXI”, onde especialistas nacionais e espanhóis debateram “temas centrais para a produção e produtores de citrinos”.

Argentina Freire, conhecida fadista, subiu na sexta-feira à noite ao palco. Ontem, o último dia do evento terminou com a atuação do grupo de música tradicional portuguesa Vá de Viró.

com Lusa

Verifique também

Mais de 20 mil pessoas esperadas na 38.ª Concentração de Motos de Faro

Mais de 20 mil pessoas são esperadas entre hoje e domingo na 38.ª Concentração Internacional …