Pub

Para a edição deste ano, a principal diferença reside no facto de a prova de contra relógio se realizar no último dia do evento, disse o presidente da Associação de Ciclismo do Algarve, Rogério Teixeira.

Aquele responsável falava durante a conferência de imprensa de apresentação da 36.ª Volta ao Algarve, que hoje decorreu na Entidade Regional de Turismo do Algarve (ERTA), entidade parceira no evento.

Além dos espanhóis Alberto Contador, que venceu a última edição da Volta ao Algarve, e Samuel Sanchez, a prova contará também com a presença de atletas como Joaquin Rodriguez, que ficou em terceiro lugar no campeonato do Mundo de 2009, Luís Leon Sanchez e Thor Hushovd.

Considerado um pelotão “de excelência”, a organização espera afirmar esta prova “como uma das melhores a nível mundial”, cuja realização obrigou mesmo ao adiamento da Volta à Califórnia para o mês de maio, disse Rogério Teixeira.

A prova vai juntar mais de 200 corredores integrados em 23 equipas (cinco portuguesas e 18 estrangeiras), em representação de 18 países, devendo os ciclistas percorrer mais de 700 quilómetros ao longo de cinco etapas.

Os ciclistas passarão por 10 concelhos algarvios – Faro, Albufeira, Vila do Bispo, Lagos, Castro Marim, Loulé, Vila Real de Santo António, Tavira, Lagoa e Portimão -, em cinco etapas que totalizam cerca de 700 quilómetros.

Este ano, serão transmitidos resumos da prova no canal desportivo de televisão Eurosport 2, em compactos diários de 12 minutos, repetidos três vezes, e também na Sport TV e na televisão pública portuguesa.

Os jornalistas que estiverem a cobrir a prova vão também dispor de um centro de imprensa especializado, que funcionará dentro de um veículo de grandes dimensões e onde serão apresentados os resultados da prova em tempo real.

A 36.ª Volta ao Algarve é uma prova inscrita no calendário do Europe Tour, numa parceria entre a Associação de Ciclismo do Algarve, a Federação Portuguesa de Ciclismo, a União Europeia de Ciclismo e duas empresas.

Pub