Pub

CiclismoA 40.ª edição da Volta ao Algarve em bicicleta vai regressar em 2014 ao tradicional formato de cinco etapas, apresentando um percurso “muito variado e mais competitivo do que em anos anteriores”, revelou a organização.

Em comunicado, a organização da “Algarvia” defende que este ano o objetivo é dar a oportunidade de brilhar a todo o tipo de corredores.

Entre 19 e 23 de fevereiro, o pelotão vai percorrer um total de 690 quilómetros, distribuídos por quatro etapas em linha e um contrarrelógio individual de 13,6 quilómetros.

“O traçado é variado, contemplando tiradas para sprinters puros, mas também a emblemática chegada ao Alto do Malhão e um contrarrelógio individual na terceira etapa”, explica a nota.

A etapa inaugural, no dia 19 de fevereiro, vai ligar Faro a Albufeira, ao longo de 160 quilómetros, com a contagem de montanha de terceira categoria, instalada logo no quilómetro 34, a não ser obstáculo para que a decisão aconteça no final da jornada, sendo expetável que os sprinters meçam forças na meta localizada perto da Câmara Municipal de Albufeira.

A segunda tirada é a mais longa da competição, com 196 quilómetros, desde Lagoa até Monchique, apresentando algumas dificuldades na sua parte final.

O traçado, com características de ‘clássica’, contempla dois prémios de montanha de terceira categoria, o último dos quais a cerca de cinco quilómetros da meta.

O contrarrelógio da “Algarvia”, habitualmente reservado para a última etapa, tem lugar no terceiro dia e vai ligar Vila do Bispo a Sagres, numa extensão de 13,6 quilómetros.

Num exercício individual mais curto do que o normal – que se apresenta mais técnico nos últimos dois quilómetros – espera-se que a corrida fique em aberto para o dia seguinte, ainda que o “crono” deva contribuir para uma triagem dos favoritos para a vitória final.

As decisões finais ficam guardadas para o quarto dia, quando os corredores percorrerem 164,5 quilómetros, entre Almodôvar e o Alto do Malhão, num dia decisivo para os trepadores.

Depois de um percurso ondulado, os últimos 45 quilómetros apresentam uma primeira passagem pela meta final ao quilómetro 121.

A 11,5 quilómetros do final, surge uma novidade que será uma autêntica “armadilha”: os corredores vão enfrentar uma subida de terceira categoria, que tem apenas um quilómetro de extensão, mas cuja inclinação média é de 13 por cento, o que pode originar ataques entre os candidatos.

A Volta ao Algarve termina no dia 23, com a ligação entre Tavira e Vilamoura, um percurso que é uma novidade, uma vez que o pelotão irá efetuar um cinco voltas na área de Vilamoura – cada volta com a extensão de 11,9 quilómetros –, numa etapa desenhada para sprinters puros.

 

Etapas da 40ª Volta ao Algarve:

1.ª etapa, 19 fev: Faro – Albufeira, 160 km.

2.ª etapa, 20 fev: Lagoa – Monchique, 196 km.

3.ª etapa, 21 fev: Vila do Bispo – Sagres, 13,6 km (CRI).

4.ª etapa, 22 fev: Almodôvar – Alto do Malhão (Loulé), 164,5 km.

5.ª etapa, 23 fev, Tavira – Vilamoura, 155,8 km.

Total: 690 km.

Pub