Breves
Inicio | Política | Ação Social, educação e desporto marcam orçamento em Vila Real de Santo António

Ação Social, educação e desporto marcam orçamento em Vila Real de Santo António

Ação social, educação e o desporto são as áreas com mais destaque no orçamento da Câmara de Vila Real de Santo António para 2017, cujo valor global é de 36,1 milhões de euros, revelou o município.

A autarquia adiantou que a ação social vai receber um milhão de euros para “manter a generalidade dos auxílios que vêm sendo prestados”, a educação contará com 1,5 milhões para continuar com “a atribuição gratuita de livros escolares a todos os alunos do primeiro ciclo” e ao desporto e apoio a clubes e coletividades serão também destinados 1,5 milhões de euros.

A principal verba prevista no orçamento, de 12,5 milhões de euros, está reservada para o pagamento da dívida do Fundo de Apoio Municipal (FAM), acrescentou o município, que, em 2016, contou com um orçamento de 40,9 milhões de euros.

A Câmara algarvia destacou, ainda, a requalificação que a empresa municipal Sociedade de Gestão Urbana (SGU) tem previsto realizar na praia de Monte Gordo e que o município considera ser, com um orçamento de 1,2 milhões de euros, “a maior obra pública jamais realizada” nessa zona balnear.

Luís Gomes, presidente da Câmara Municipal de Vila Real de Santo António, disse que a autarquia “não abdica de qualquer das suas políticas sociais e dos apoios na área da educação e da saúde” e “continua a colocar-se ao lado de quem mais precisa”.

“Por outro lado, o município continua a apostar na requalificação, no desenvolvimento e na criação de postos de trabalho. No caso de Monte Gordo, as operações de requalificação visam colocar um ponto final ao que foi feito de mau, no passado, no nosso concelho, especialmente no que diz respeito ao planeamento”, afirmou o autarca.

A Câmara Municipal adiantou que vai “será iniciada em 2017 a requalificação da Avenida Marginal de Monte Gordo, obra avaliada em 2,2 milhões de euros e que dará nova vida à principal zona turística do concelho, criando novas áreas de lazer, de comércio e de restauração”.

O orçamento da autarquia algarvia tem também prevista “uma verba de 12,5 milhões de euros para o pagamento de dívida ao abrigo do Fundo de Apoio Municipal”.

“Com esta medida, a autarquia prossegue a sua política de consolidação das finanças municipais, cumprindo os seus compromissos e injetando liquidez na tesouraria”, justificou a Câmara de Vila Real de Santo António, um dos 16 municípios do distrito de Faro.

Verifique também

Câmara de Loulé faz proposta para limitar urbanismo em zona central de Quarteira

O executivo camarário de Loulé vai propor, na reunião de hoje, a criação de uma …