Pub

Faria terminou os 851 quilómetros da etapa de ontem, que ligou Tucuman a Cordoba, na Argentina, na quarta posição, com o tempo de 5:49.23 horas, mais 7.47 minutos do que o vencedor da tirada, o francês Cyril Despres, seu "chefe de fila" na KTM.

Na geral, Faria lidera com um total de 25:57.12 horas, apenas menos 5.23 minutos do que o seu companheiro de equipa. Na geral, Faria lidera com um total de 25:57.12 horas, apenas menos 5.23 minutos do que o seu companheiro de equipa.

Um dia depois de ter subido à segunda posição – beneficiou da penalização ao seu "chefe de fila", o francês Cyril Despres, na KTM -, Ruben Faria assumiu a liderança ao beneficiar do azar de outro piloto gaulês.

“Foi um dia perfeito! O Cyril ganha a etapa e recupera grande parte do tempo perdido e eu passo a liderar o Dakar! Esta foi a estratégia definida pela equipa e estamos, para já, dentro dos objetivos. Vamos continuar a lutar forte para garantir alguma vantagem sobre os nossos adversários mais diretos, pois estamos todos muito juntos e no Dakar tudo pode acontecer", disse o piloto no final.

Em declarações reproduzidas pela sua assessoria de imprensa, Ruben Faria referiu ainda: "Dedico este resultado a todos os meus patrocinadores, aos meus fãs e à minha família! Um grande abraço e muito obrigado pelo vosso apoio diário!”.

O secretário de Estado do Desporto, Alexandre Mestre, felicitou ontem o "motard" algarvio pelo “feito histórico” de liderar o Dakar2013.

“Gostaria de felicitar publicamente o Ruben Faria, pelo feito histórico hoje [ontem] atingido – o primeiro lugar de prova tão mítica quanto competitiva como é o Dakar”, destacou, em comunicado, o secretário de estado do Desporto.

De acordo com Alexandre Mestre, “este feito notável atesta a valia e vitalidade dos pilotos portugueses, nomeadamente nas motos todo-o-terreno, engrandecendo e muito honrando o nome de Portugal e o desporto português”.

Lusa

Pub