Breves
Inicio | Educação | Alunos de Olhão participaram no XVIII Encontro Nacional Interescolas de EMRC

Alunos de Olhão participaram no XVIII Encontro Nacional Interescolas de EMRC

Foto © EDUCRIS

O XVIII Encontro Nacional Interescolas do primeiro ciclo da disciplina de Educação Moral e Religiosa Católica (EMRC) que decorreu em Fátima na passada sexta-feira, 25 de maio, foi participado por um grupo de 63 alunos do Agrupamento de Escolas João da Rosa, em Olhão, acompanhados pela professora da disciplina e por 12 mães.

“Foi um dia para fazer festa e encontro entre todos e com Jesus que caminha connosco na viagem rumo à felicidade”, destacam, em informação enviada ao Folha do Domingo, os participantes algarvios naquela iniciativa que reuniu cerca de 4.500 participantes sob o tema «Sorri para mim!».

O programa do encontro, promovido pelo Departamento de EMRC no Secretariado Nacional da Educação Cristã (SNEC), envolveu os participantes numa celebração na basílica da Santíssima Trindade e na peça de teatro “Há Festa na Floresta” levada a cabo pelo grupo ‘Espelho Mágico’. “A peça falou do valor da amizade, da entreajuda e da importância de ajudar o outro sem pedir nada em troca. Hoje, muito se fala de solidariedade e de partilha, mas por vezes andamos um pouco distraídos. Há pequenos gestos que podem tornar a nossa vida e a dos outros mais feliz. E os alunos estiveram atentos!”, destacam os participantes algarvios.

“Com o teatro, aprendi que os nossos sonhos se podem realizar e os amigos podem ajudar”, testemunhou a Beatriz, do 2º ano, complementada pela Daniela, do mesmo ano letivo: “o teatro tinha muita brincadeira, foi muito divertido e aprendi que devemos ser todos amigos. Foi o que mais gostei!”. Já a Inês, também do 2º ano, sublinhou: “o que gostei mais foi a celebração na basílica, porque cantámos muitas músicas a Jesus”. O Pedro, do 4º ano, também não escondeu o seu agrado. “Eu gostei muito de ir a Fátima. Rezámos, pusemos velas e o teatro ensinou-me a ser amigo de toda a gente”, garantiu, reforçado pela Rita, do mesmo ano, que acentuou: “A EMRC é fixe!”.

O grupo, que pernoitou no Centro Pastoral Paulo VI, aproveitou para visitar a Casa das Candeias e a aldeia de Aljustrel. “Foi muito bom! Gostei de visitar as casas dos Pastorinhos e a Casa das Candeias porque vi muitas coisas que pertenciam à família de Jacinta e de Francisco”, disse a Beatriz, do 2º ano. O Dinis, do 3º ano, salientou: “na Casa das Candeias, aprendi muito sobre os Pastorinhos”.

A professora de EMRC destaca que esta visita de estudo a Fátima foi possível “graças ao empenho e entusiasmo da associação de pais que, desde a primeira hora, colaborou em todas a frentes”, à Câmara Municipal de Olhão que ofereceu o transporte e ao SNEC que disponibilizou o alojamento gratuitamente.

Já a presidente da Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento João da Rosa sublinha a importância da disciplina de EMRC, reforçada neste encontro. “Numa sociedade em que os valores e a ética estão em decadência, numa sociedade consumista, é cada vez mais premente que a EMRC chegue aos nossos alunos desde os primeiros anos de escola”, afirma Zaida Espírito Santo, considerando que a motivação das crianças saiu também reforçada com a iniciativa e o intercâmbio que esta proporcionou com outros alunos. Aquela responsável salienta ainda o “sentimento de serviço e de cooperação” das mães que ajudaram a professora no acompanhamento dos alunos.

A docente considera que o “objetivo principal” de “valorizar a importância da EMRC na formação integral da pessoa” “foi atingido”. “São momentos fortes de encontro como estes que enchem a nossa vida de sentido. Agradeço às mães da associação de pais pelo apoio e aos meus alunos pela alegria contagiante”, concluiu a professora Patrícia Mendonça.

Verifique também

Edições Salesianas lançam novo itinerário catequético em setembro

As Edições Salesianas vão lançar em setembro deste ano o ‘Ligações’, um novo projeto que …

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.