Pub

A atleta do Clube Operário de Pechão derrubou o mais antigo recorde nacional de pista coberta, que pertencia a Susana Feitor, com 12.21,7, desde 1994.

A primeira jornada dos campeonatos ficou ainda marcada pela queda de mais três recordes nacionais nas categorias jovens.

O benfiquista Ícaro Miranda passou 5,06 metros na vara, melhorando em seis centímetros o anterior recorde júnior do seu irmão Ruben Miranda, obtido em dezembro último. A júnior sportinguista Cátia Azevedo obteve 55,71 segundos nos 400 metros, melhorando a marca de 55,96 que ela detinha desde janeiro. Evelise Veiga, da Juventude Vidigalense, bateu o recorde juvenil do comprimento, com 5,98 metros, mais cinco centímetros que a sua marca de dezembro último.

Registou-se um único novo mínimo para os Europeus de Gotemburgo, através de Sara Moreira, que obteve 4.13,49 minutos nos 1.500 metros. Mas a atleta do Maratona optará pelos 3.000 metros, tendo aproveitado esta prova para ganhar ritmo competitivo.

Destacaram-se ainda o benfiquista Arnaldo Abrantes, folgado vencedor dos 400 metros com 47,76 segundos, marca que o coloca como terceiro português de sempre, e a sportinguista Carla Tavares, cujos 7,41 segundos nos 60 metros a colocam como quarta de sempre.

Edi Maia ganhou o salto com vara com 5,50 metros, tentando depois, sem êxito, o recorde nacional a 5,64. Diogo Antunes foi o vencedor dos 60 metros com 6,77 segundos, numa final que não contou com Yazaldes Nascimento, que se lesionou na eliminatória, e na qual Carlos Nascimento, ao falhar a partida, acabou na última posição.

Pub