Breves
Inicio | Educação | Arrancou ontem o XIII Acampamento Regional dos Escutas do Algarve

Arrancou ontem o XIII Acampamento Regional dos Escutas do Algarve

Abertura_acareg_2019-2
Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

Arrancou ontem, com a participação de cerca de 1.300 elementos de toda a região algarvia, o XIII Acampamento Regional (ACAREG) do Algarve do Corpo Nacional de Escutas (CNE) que decorre até domingo no sítio do Vale das Almas, concelho de Faro (local onde se realiza anualmente a Concentração Internacional de Motos promovida pelo Moto Clube de Faro).

Depois da chegada e da montagem do acampamento com subcampos para cada uma das quatro secções (Lobitos, Exploradores, Pioneiros e Caminheiros), que decorreu durante todo o dia, à noite realizou-se a abertura do XIII ACAREG que tem como tema “Lado a Lado És…”, e como imaginário o “Tetris”, um dos primeiros jogos eletrónicos de grande popularidade em todo o mundo.

A cerimónia de abertura oficial do ACAREG 2019, promovido pela Junta Regional do Algarve do CNE, teve início com o vídeo de apresentação elaborado no contexto dos trabalhos de preparação do evento realizados pelos escuteiros dos diversos agrupamentos.

Seguiu-se um momento de dança e a apresentação do hino do ACAREG intitulado “O Herói És Tu”, composto pelo Agrupamento 714 Albufeira, com letra de Bruno Ferreira, Carolina Dias, Catarina Sacramento, Laura Mendes, Sara Libereiro e Tomás Agapito e música de Alexandre Marcelino, Bruno Ferreira, Carolina Dias, Catarina Sacramento e Laura Mendes.

Abertura_acareg_2019-2
Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

A noite, onde não faltou a animação pela presença das mascotes das quatro secções, criadas sob inspiração dos videojogos, prosseguiu com a intervenção do chefe regional do Algarve do CNE que começou por agradecer às entidades presentes. “Quero desejar a todos vós uma semana cheia de entusiasmo, de vivências e que de ‘lado a lado’ possamos transformar a nossa sociedade de uma forma diferente, para que possamos ser mais alegres, construtores e aventureiros da nova aventura para que depois possamos ser a mudança”, afirmou Luís Cabrita, que agradeceu ainda aos restantes dirigentes pela colaboração no evento.

Abertura_acareg_2019-2
Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

O vice-reitor da Universidade do Algarve, uma das instituições e entidades que os escuteiros irão conhecer e com as quais irão colaborar durante a semana, regozijou-se com a parceria. “Vão ter oportunidade de passar também pela Universidade do Algarve, quer no Campus de Gambelas, quer no Campus da Penha. Espero que gostem e que muitos de vocês venham a ser estudantes da Universidade do Algarve”, afirmou Saúl Neves de Jesus, reconhecendo a presença já de muitos dos escuteiros mais velhos na academia.

Abertura_acareg_2019-2
Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

“Vão durante esta semana partilhar experiências e desenvolver aqueles que são os valores dos escuteiros: solidariedade, trabalho em equipa, amizade. São também valores que nós na Universidade do Algarve procuramos fomentar”, acrescentou.

Abertura_acareg_2019-2
Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

Também o diretor regional do Instituto Português do Desporto e Juventude destacou a parceria com o CNE. “O Corpo Nacional de Escutas, ao longo dos anos, tem trabalhado muito com o Instituto da Juventude. É uma associação com muito trabalho e que nós respeitamos muito. Vocês são realmente uma associação que trabalha junto das comunidades e com as famílias. Por isso, a minha palavra aqui é só de profundo reconhecimento e de agradecimento”, afirmou Custódio Moreno.

Abertura_acareg_2019-2
Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

Por fim, o chefe de campo e antigo chefe regional alertou os participantes que “o desafio deste ACAREG não é o de apenas participar na atividade”. “Neste XIII ACAREG seremos desafiados a sermos parte de um todo. Que entre todos aqui presentes possamos viver ‘lado a lado’ com os Lobitos, descobrindo a alegria da amizade, da justiça, da tolerância e da paz; viver ‘lado a lado’ com os Exploradores e Moços, trilhando caminhos da aventura; viver ‘lado a lado’ com os Pioneiros e Marinheiros, apoiando na construção de novos caminhos; viver ‘lado a lado’ com os Caminheiros e Companheiros, buscando a mudança rumo ao ideal do homem novo”, afirmou José Cercas Vicente.

“Sejamos verdadeiras «peças» do “Tetris” e tornemos este XIII ACAREG numa atividade inesquecível não só para nós, mas para todos os outros que connosco partilham esta semana. Ao longo destes seis dias de atividade convidamo-vos a construir laços, sorrir, brincar e, sobretudo, viver esta grande aventura, seguindo o ideal de BP [Baden-Powell, fundador mundial do escutismo] e os ensinamentos do nosso grande mestre Jesus Cristo”, acrescentou.

A cerimónia de abertura contou ainda com a presença de Fernando Lima, coordenador da equipa nacional dos escuteiros marítimos em representação da Junta Central do CNE, do padre Nuno Coelho, assistente regional do CNE, e de um representante da capitania do Porto de Faro.

Segundo a Junta Regional do CNE, estão a participar no ACAREG 2019 que se prolongará até domingo 245 da I secção (Lobitos – escuteiros dos 6 aos 10 anos), 452 da II (Exploradores e Moços – escuteiros dos 10 aos 14 anos, respetivamente dos ramos terrestre e marítimo), 284 da III (Pioneiros e Marinheiros – escuteiros dos 14 aos 18 anos, respetivamente dos ramos terrestre e marítimo), 85 da IV (Caminheiros e Companheiros – escuteiros dos 18 aos 22 anos, respetivamente dos ramos terrestre e marítimo) e 191 dirigentes. A estes juntaram-se ainda cerca de 28 Exploradores e Pioneiros e dois dirigentes do Agrupamento 722 de Santiago do Cacém.

Hoje e ao longo dos dias próximos dias decorrem as atividades por secções e no dia 7, às 21h30, será promovida a Grande Festa, na véspera do encerramento. No dia 8 de setembro, a eucaristia de encerramento será presidida pelas 9h pelo bispo do Algarve, D. Manuel Quintas, e de tarde será feita a conclusão do ACAREG e a saída de campo.

O movimento, fundado em 1932 no Algarve pelo cónego José Augusto Vieira Falé, conta atualmente com 35 agrupamentos num total de quase 2.400 elementos.

Verifique também

Universidade do Algarve isenta do primeiro ano de propinas alunos com média igual ou superior a 17

A Universidade do Algarve vai isentar de propinas os alunos que tiverem terminado o ensino …

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.