Inicio | Igreja | Atividades da Igreja algarvia para os jovens arrancam este mês e prolongam-se até julho

Atividades da Igreja algarvia para os jovens arrancam este mês e prolongam-se até julho

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

O plano de atividades da Diocese do Algarve para a juventude no presente ano pastoral de 2019/2020 tem previstas diversas iniciativas promovidas no âmbito do Setor da Pastoral Juvenil, do Secretariado da Pastoral Vocacional, do Movimento dos Convívios Fraternos e do Centro Diocesano de Acólitos.

O programa para os jovens tem início com a missa de abertura do ano académico que hoje terá lugar, pelas 19h, na igreja de São Pedro de Faro. Segue-se no dia 26 deste mês, no Carmelo do Patacão (concelho de Faro), o “Encontro no Silêncio”, um espaço de discernimento vocacional promovido pela comunidade algarvia das Carmelitas Descalças para jovens a partir dos 18 anos de ambos os sexos, que neste dia será concretizado como “vigília de ação de graças” pelo Ano Missionário, iniciado em outubro de 2018 e que termina este mês.

O programa prossegue com o retiro para universitários no dia 26 deste mês, na casa de retiros de São Lourenço do Palmeiral, na união de freguesias de Alcantarilha e Pêra, e com o Convívio Fraterno para jovens maiores de 18 anos, promovido pelo Movimento dos Convívios Fraternos, de 31 de outubro a 3 de novembro, também naquele local.

O mês de novembro inclui o início do Lausperene (cadeia de oração ininterrupta ao Santíssimo Sacramento) no dia 2, na igreja das Ferreiras, e o seu encerramento no dia 15, na igreja da Luz de Tavira e o Advento Jovem Diocesano, no dia 30, pelas 21h, na igreja paroquial de Estoi. Como “ação sociocaritativa” desta atividade é proposto que cada paróquia prepare um cabaz de alimentos para entregar a uma família carenciada daquela comunidade ou de outra vizinha. “Após o levantamento das necessidades existentes, atribuiremos uma família específica a cada paróquia, identificando as suas caraterísticas/necessidades”, informou o Setor Diocesano da Pastoral Juvenil na informação que acompanhou o programa.

Em dezembro, consta do calendário o Encontro Europeu de Jovens de Taizé, de 28 daquele mês a 1 de janeiro, em Wrocław, na Polónia.

Janeiro trará o Encontro Diocesano de Novos Acólitos, no dia 25, e a celebração do primeiro aniversário da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) de 2018 no Panamá, no dia 27. “A atividade comemorativa terá lugar nesse mesmo dia, pelas 21h30, na Igreja Catedral, em Faro, contando com a presença do grupo algarvio que participou nas JMJ e ainda com a presidência do Senhor Bispo do Algarve. Queremos que seja um encontro de partilha, de oração, de festa e, ao mesmo tempo, de preparação para as próximas JMJ a realizar em Lisboa (2022)”, informa a organização.

Em fevereiro decorrerá o XIII Festival Diocesano da Canção Religiosa no dia 1, no Centro Pastoral de Pêra. “Passaremos a realizar o Festival da Canção todos os anos, independentemente da representação que se faça no Festival Nacional. O objetivo primeiro do Festival da Canção será encontrar o hino das JDJ [Jornadas Diocesanas da Juventude] desse ano”, explica o SDPJ.

No mesmo mês será realizado, de 21 a 24, mais um Convívio Fraterno na casa de retiros de São Lourenço do Palmeiral e, no dia 28, a Quaresma Jovem Vicarial. O SDPJ explica que “cada equipa vicarial será totalmente autónoma do que respeita à estruturação desta atividade”. Fevereiro encerra-se com o Dia Desportivo do Acólito.

Em março será realizado no Carmelo do Patacão novo “Encontro no Silêncio”, no dia 7, e a Jornada Diocesana da Juventude que neste ano pastoral terá duração de três dias, de 27 a 29, em Monchique. “O SDPJ procura sobretudo estar ao serviço dos jovens e potencializar, sobretudo nesta atividade, um efetivo encontro com a Pessoa de Cristo e a experiência da Comunhão Eclesial feita ao redor do Senhor Bispo”, explica a organização, acrescentando que a JDJ “é um encontro dos jovens com o bispo diocesano” e que a atividade terminará no domingo com o almoço.

Em abril, de 8 a 11, terá lugar no Seminário de Faro, a Semana Santa Vocacional, no dia 18 realiza-se o Encontro Diocesano dos Convívios Fraternos, no dia 25 uma vigília de oração pelas vocações na Sé de Faro e no dia 30 tem início, nas paróquias da Conceição de Faro e de Pechão, o Encontro Diocesano dos Acólitos que se prolongará até dia 2 de maio.

Em maio realiza-se ainda a bênção dos finalistas da Universidade do Algarve no largo da Sé, em Faro, e, nos dias 2 e 3, o Fátima Jovem, peregrinação nacional dos jovens a Fátima.

Em julho, no dia 4, será realizado no Carmelo do Patacão o terceiro e último “Encontro no Silêncio” do ano pastoral.

Na informação, enviada aos párocos, animadores de grupos juvenis e catequistas e assinada pelo assistente do SDPJ, padre Nelson Rodrigues, acrescenta-se que “todas as atividades deste Setor se destinam aos jovens a partir do 10º Volume de Catequese (inclusive) e seus animadores, excetuando o Festival da Canção, devendo, sobre este, atender ao Regulamento”.

Aquele organismo destaca ainda que “em boa hora” o papa Francisco “recordou, na última Exortação Pós Sinodal, que a Pastoral dos Jovens deverá tornar-se, cada vez mais, uma Pastoral Sinodal”, “assumindo novos estilos e estratégias” – pois “os jovens não se sentem atraídos pelos tradicionais esquemas pastorais e exigem uma certa flexibilidade concretizada na sua espontaneidade, própria da idade” –, “acolhendo metodologias, linguagens, motivações que se revelaram realmente atraentes para aproximar os jovens de Cristo e da Igreja” e “criando dinamismos de corresponsabilidade, reconhecendo os carismas que o Espírito concede a cada um dos membros da Igreja, de acordo com a respetiva vocação e missão”. “Ninguém deve ser colocado nem deixado colocar-se de lado”, termina a informação do SDPJ.

Verifique também

Lausperene da Igreja algarvia concluiu-se com apelo a que se prossiga naquela iniciativa

A Igreja Católica algarvia concluiu na passada sexta-feira a cadeia de oração permanente ao Santíssimo …