Pub

Além do PSD e do CDS/PP, a aliança reúne, tal como nas eleições autárquicas de 2009, o Partido da Terra/MPT, o Partido Popular Monárquico (PPM) e o Movimento de Independentes do Montenegro (MIM), lê-se em comunicado de imprensa divulgado pela estrutura de candidatura de Rogério Bacalhau.

Nas anteriores autárquicas, Macário Correia (PSD) já se tinha candidatado pela coligação "Faro está Primeiro", que alcançou a maioria absoluta na Câmara de Faro com 130 votos (0,4%) de vantagem sobre José Apolinário (PS), que acabara de cumprir o seu primeiro mandato na autarquia.

O candidato social-democrata à Câmara de Faro, professor de 51 anos e natural de Paderne (Albufeira), mudou-se para Faro aos seis anos de idade e é licenciado em Matemática pela Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT) da Universidade de Coimbra.

Até ser eleito como vereador para o mandato liderado por Macário Correia, em 2009, Rogério Bacalhau era o diretor da Escola Secundária Pinheiro e Rosa, em Faro.

O atual vice presidente da autarquia detém, entre outros, os pelouros da Educação, Recursos Humanos, Finanças e Património Municipal, Financiamento Externo, Adminitração Geral e Taxas e Licenças.

Para a presidência da União das Freguesias de Faro (Sé e São Pedro), a coligação "Juntos por Faro" vai candidatar a professora Helena Louro d’Oliveira, que foi vereadora na autarquia entre 2001 e 2009, onde desempenhou também as funções de vice-presidente, entre 2001 e 2005.

O professor de Informática Steven Sousa Piedade vai recandidatar-se à presidência da Junta de Freguesia do Montenegro, cargo que exerce desde 2009, embora tenha sido também membro da assembleia de freguesia entre 2001 e 2005.

Para a presidência da União das Freguesias de Conceição e Estoi a coligação vai candidatar Vitorino da Conceição Inácio, funcionário da Câmara de Faro durante cerca de 40 anos, onde, entre outras funções, coordenou a fiscalização municipal.

O bancário reformado Amaro Joaquim Faria Ruivinho é o candidato à freguesia de Santa Bárbara de Nexe, onde já desempenhou funções como autarca (na freguesia e na Assembleia Municipal), tendo também sido secretário da junta de freguesia.

Em 2009, a coligação liderada por Macário Correia obteve 13.340 votos (42,67%) e elegeu cinco vereadores, enquanto o PS de José Apolinário obteve 13.210 votos (42,25%), elegendo quatro vereadores.

A candidatura de Rogério Bacalhau Coelho sucede, assim, a Macário Correia, entretanto condenado a perda de mandato há um ano mas que ainda se mantém em funções, mesmo após o Supremo Tribunal Administrativo (STA) a ter confirmado, no início deste mês, essa decisão.

Desde a notificação da decisão, pelo STA, na última sexta-feira, o autarca tem um prazo de dez dias para abandonar a Câmara ou apresentar novo recurso, prolongando, assim, o processo judicial e atrasando a sua saída da autarquia.

Lusa

Pub