Pub

Jorge Ramos, natural de Moçambique e formado em Engenharia Elétrica e Eletrónica pela Universidade do Algarve, tem 50 anos e reside no concelho desde 1989, tendo-se iniciado na política, como independente, em 2009.

Como adversários terá o atual presidente do município algarvio, José Inácio Eduardo (PSD), que vai tentar conquistar o seu terceiro e último mandato consecutivo, e Francisco Martins (PSD), presidente da Junta de Freguesia de Lagoa desde 2009.

Nas eleições autárquicas de 2009, Jorge Ramos foi cabeça de lista pelo Bloco de Esquerda à Junta de Freguesia do Parchal, tendo sido eleito membro da assembleia de freguesia, refere o partido numa nota de imprensa hoje divulgada.

O candidato assumiu em comunicado que a sua candidatura tem como objetivos defender a inclusão social, combater a pobreza e a precariedade laboral, promovendo investimento público e a ocupação rural para a produção agrícola.

Proporcionar melhor qualidade de vida às famílias do concelho é outra das prioridades de Jorge Ramos, que pretende aplicar medidas para "diminuir a taxa de desemprego galopante e a consequente perda do poder de compra das famílias".

Se for eleito, o candidato do BE quer "desde o primeiro momento" apoiar com maior eficácia os desempregados sem qualquer apoio social financeiro, proibindo igualmente o corte de água às famílias em comprovada situação de pobreza.

"Queremos proporcionar uma melhor qualidade de vida aos mais desfavorecidos", referiu, adiantando que pretende incentivar as pessoas a regressarem aos campos para a produção agrícola e criar mecanismos para a promoção dos produtos do concelho.

Outra das suas bandeiras é a defesa da suspensão das portagens na Via do Infante (A22), o que considera que irá fazer aumentar os turistas no concelho.

Jorge Ramos é coordenador do BE/Lagoa desde a sua fundação (março de 2010) e em julho de 2012 passou a ser membro da Comissão Coordenadora Distrital do Algarve do partido.

Lusa

Pub