Pub

Após um longo jejum, que remontava a 1999, o campeão nacional Benfica conquistou a sua oitava Supertaça, depondo a Ovarense, vencedora da Taça de Portugal, que ergueu o troféu nas últimas três edições.

O encontro, inicialmente previsto para 01 de Novembro, mas adiado devido à morte de Kevin Widemond, da Ovarense, foi marcado pelo equilíbrio e alternância no marcador até ao meio do terceiro período.

Numa partida que colocou em confronto duas equipas ainda invictas no campeonato, o equilíbrio marcou presença nos minutos iniciais, em que a Ovarense, a pressionar bem, levou o campeão nacional Benfica a acumular erros.

O Benfica atingiu o primeiro período a vencer por 15-13, com um lançamento nos últimos segundos de Ben Reed, mas a Ovarense entrou melhor no segundo e passou para a liderança por quatro pontos (19-15).

O jogo exterior teimava em não sair aos jogadores da Ovarense, por troca com o maior acerto do Benfica, embora a cometer mais erros no passe, e o intervalo chegou com os vareiros a vencer por 28-26.

O intervalo foi bom conselheiro para o Benfica, que, com Ben Reed a base, incutindo maior velocidade no jogo, anulou a diferença e passou para a frente do marcador aos 39-36, com um triplo de Nicholas Witz.

Os "encarnados", bem defensivamente e a explorar o desacerto da Ovarense, agarraram a liderança para não mais a perder até ao final do jogo, dilatando a vantagem para oito pontos no final do terceiro período (46-38).

O Benfica "abriu" a diferença para 13 pontos aos 53-40, tirando partido da "mão quente" de William III (21 pontos) – eleito jogador mais valioso do encontro – Ben Reed (12) e Sérgio Ramos (11).

A Ovarense ainda reagiu e reduziu a diferença de 13 para seis pontos aos 55-49, relançando o encontro nos minutos finais, mas o Benfica controlou à distância de meia dúzia de pontos e "fechou" com 69-61.

Ficha do Jogo

Jogo no Pavilhão de Olhos de Água.

Benfica – Ovarense, 69-61.

Ao intervalo: 26-28.

Sob a arbitragem de Carlos Santos, Sérgio Silva e José Abreu as equipas alinharam e marcaram com os seguintes jogadores:
– Benfica: Carlos Barroca (3), Sérgio Ramos (11), Ben Reed (12), Élvis Évora e João Santos (6). Jogaram ainda António Tavares (2), Diogo Carreira (7), William III (21) e Nicholas Witz (7).
– Ovarense: Nuno Manarte, Christopher Lee (16), Miguel Miranda (15), Nuno Cortez (14) e Shawn Jackson (10). Jogaram ainda Pedro Azevedo, José Barbosa (6) e André Pinto.

Marcha do marcador: 6-8 (5), 15-13 (10), 21-23 (15), 26-28 (20), 33-36 (25), 46-38 (30), 55-49 (35) e 69-61 (40).

Assistência: cerca de 1600 espectadores.

Pub