Breves
Inicio | Política | Câmara de Aljezur vai ter orçamento de 11,6 milhões em 2017

Câmara de Aljezur vai ter orçamento de 11,6 milhões em 2017

O orçamento da Câmara de Aljezur vai ser de 11,6 milhões de euros em 2017, mais dois milhões do que o de 2016, com incidência para o investimento, disse na passada sexta-feira à agência Lusa o presidente da autarquia.

As Grandes Opções do Plano e o orçamento do município liderado por José Amarelinho (PS) foram aprovados em Assembleia Municipal com 15 votos a favor (13 do PS, um da CDU e um do PSD), um voto contra e uma abstenção dos deputados do PSD.

De acordo com o presidente da autarquia, o orçamento para 2017 “tem como prioridades o investimento em infraestruturas essenciais”. Ressalvou que o documento “é de rigor, realista e que não hipoteca o futuro, pois não antecipa receitas”.

“2017 será um ano de investimento com fundos comunitários, pois vão ser iniciadas e em alguns casos, concretizadas, importantes intervenções a partir de projetos candidatados aos fundos do Portugal 2020”, destacou o autarca.

Segundo José Amarelinho, os investimentos mais significativos incidem na requalificação de equipamentos municipais, na criação de uma incubadora de empresas, na construção do novo quartel da Guarda Nacional Republicana, na requalificação da rua principal de Aljezur, no melhoramento das acessibilidades e na execução das ecos e ciclovias que vão ligar a sede da vila a praias do concelho”.

O autarca assegurou que o próximo ano “será também de continuidade na linha dos compromissos assumidos de promoção do bem-estar e da qualidade de vida da população, tendo sido feito o reforço financeiro de setores como a educação, de apoio às instituições de solidariedade social e infraestruturas de abastecimento de água e de saneamento”.

“A possibilidade que se abre com os projetos candidatados aos fundos comunitários permitirá ao município reforçar várias áreas e partir para uma intervenção mais alargada, concretizando ações que há muito estão diagnosticadas como necessárias”, destacou.

José Amarelinho disse ainda que o desenvolvimento económico, social, cultural e ambiental “merecem igualmente uma atenção especial, bem como o reforço de competências das freguesias, a quem estão destinados cerca de meio milhão de euros”.

“Este orçamento espelha as opções tomadas em prol de um desenvolvimento económico, social e ambiental, no trilho do desenvolvimento sustentável, maximizando eficientemente todos os recursos disponíveis”, concluiu.

Verifique também

Presidente da Câmara de Aljezur diz não ter condições para alojar migrantes trabalhadores de explorações agrícolas

O presidente da Câmara de Aljezur, José Gonçalves, disse hoje que nos aglomerados urbanos do …