Pub

Camara_municipal_faroO pedido de instalação de um circo com espetáculo de animais na cidade de Faro durante o período da Páscoa foi recusado pelo município, disse à Lusa o presidente da câmara alegando “questões de higiene e salubridade”.

“Temos um infantário mesmo ali ao lado e questões de higiene e salubridade levaram-nos a dizer à pessoa que não emprestávamos o espaço” próximo das piscinas municipais, explicou Rogério Bacalhau acrescentando ter recebido várias queixas de moradores da zona.

A decisão foi elogiada pelo grupo “Cidadãos pelos Circos SEM Animais” (CCSA).

“O CCSA congratula o executivo camarário pela decisão da manutenção da cidade de Faro limpa de crueldade e exploração de animais para recriação dos humanos”, lê-se no comunicado emitido.

A decisão acaba por estar em sintonia com a moção proposta pelo PSD/Faro e aprovada pela Assembleia Municipal de Faro a 29 de setembro de 2014 pelo não apoio a qualquer ato, público ou privado, de onde resultasse o dano físico ou psicológico a animais.

Questionado se o município vai continuar rejeitar autorização a circos com animais, Rogério Bacalhau disse que a autarquia vai analisar cada caso que lhe seja apresentado.

Pub