Pub

“O ano letivo 2011/2012 arranca no concelho de Vila Real de Santo António com duas novas salas na escola básica 2,3 D. Fernando (Vila Nova de Cacela) e fica assinalado pela cobertura total da rede pública do pré-escolar para as crianças de quatro e cinco anos”, anunciou ainda a autarquia.

A câmara algarvia frisou que, “apesar do cenário de racionalização de custos”, irá também “manter a generalidade dos apoios que vinha prestando aos alunos, não reduzindo nenhuma das valências sociais em vigor”.

Entre as valências disponibilizadas pela câmara está o apoio à família, que será assegurado com a “presença de um técnico autárquico nas salas do pré-escolar, entre as 15:30 e as 18:00, de uma forma completamente gratuita, facilitando o quotidiano dos pais”, adiantou.

A câmara precisou que “o transporte escolar será também gratuito para “todas as crianças até ao nono ano de escolaridade”, enquanto no ensino secundário “os alunos com o escalão A serão transportados gratuitamente, os beneficiários do escalão B pagarão 25 por cento do valor do passe escolar” e os “restantes alunos 50 por cento do título escolar”.

No que se refere ao primeiro ciclo do ensino básico e ao pré-escolar, a câmara vai disponibilizar “livros e materiais escolares aos alunos com escalão A e B do primeiro ciclo do ensino básico e pré-escolar”.

“Também para os beneficiários do escalão A do primeiro ciclo, as refeições escolares serão disponibilizadas a custo zero, enquanto os beneficiários do escalão B terão uma comparticipação de 50 por cento”, precisou ainda a autarquia, que vai também pôr à disposição dos estudantes um espaço de Internet nas freguesias de Vila Real de Santo António, Monte Gordo e Cacela.

A vereadora com o pelouro da educação, Conceição Cabrita, disse que “a estas valências junta-se ainda o trabalho de proximidade das equipas de psicólogos que, durante todo o ano letivo, trabalham em articulação com alunos, professores e encarregados de educação”.

Conceição Cabrita revelou ainda que os 44 alunos do primeiro ciclo da Escola Básica São João, na Manta Rota, foram transferidos para Vila Nova de Cacela, mudança que disse satisfazer as exigências dos pais, que pediam o fim das deslocações diárias dos estudantes a Vila Nova de Cacela para almoçarem e frequentarem as aulas de Tecnologias da Informação e Comunicação ou a biblioteca.

A escola da Manta Rota vai a partir de agora funcionar como um polo da Universidade dos Tempos Livres.

Lusa
Pub