Pub

"O que não nos derruba fortalece-nos. Este é um grupo de grandes homens, com grande coragem, e saímos disto com mais força e vontade", disse Rui Duarte, na antevisão da receção ao primeiro classificado da I Liga de futebol, marcada para domingo, na 25.ª jornada.

Depois de ter convocado um pré-aviso de greve para o jogo com os "encarnados", reclamando o pagamento de um dos três meses de salários em atraso, o plantel da equipa algarvia recebeu, no início desta semana, um mês e meio de vencimento, garantindo assim a presença em campo.

"Foi uma tomada de posição, mas já é passado. Estivemos unidos nessa luta e no campo também estivemos unidos, como a vitória em Aveiro [1-0 ao Beira-Mar], no último sábado, demonstrou. Isso diz tudo: não podemos lutar contra os nossos direitos cá fora e depois, lá dentro, atirar bolas para fora", referiu Rui Duarte.

O capitão da equipa de Olhão ressalvou, porém, que apesar de ter vencido um rival direto na luta pela manutenção, o conjunto algarvio ainda não conquistou o seu objetivo final.

"Não conquistámos nada. Temos de continuar unidos, com rigor e concentrados até ao fim. Temos a noção de que o objetivo final não está perto e teremos de trabalhar muito para continuar a somar pontos", frisou o jogador do Olhanense.

O próximo adversário, no domingo, será o Benfica, que nos últimos três anos, desde que os algarvios regressaram ao escalão principal do futebol nacional, empatou sempre nas deslocações a Olhão a contar para a Liga.

"Espero que se mantenha a tradição de o Benfica não passar no Estádio José Arcanjo", assumiu Rui Duarte, consciente de que terá pela frente uma equipa "com argumentos muito fortes".

Esperando um rival a "querer resolver o jogo o mais rápido possível", o capitão do Olhanense assegura uma equipa algarvia "moralizada, aguerrida e com vontade de fazer pontos" e, com as suas armas, "retardar o golo ao máximo para tentar uma ‘gracinha’".

O Olhanense, 13.º classificado, com 21 pontos, recebe domingo o Benfica, líder do campeonato, com 64, em jogo marcado para o Estádio José Arcanjo, às 20:15 horas, com arbitragem de Hugo Miguel (Lisboa).

Lusa

Pub