Pub

“Passei a ser um quadro do partido pelo qual me tenho candidatado, o PSD, que pode eventualmente chamar-me a algumas tarefas que se adeqúem ao meu perfil e que eu aceite. Portanto, ainda existe essa possibilidade”, respondeu Estevens numa entrevista à Lusa, quando questionado sobre o que pensa fazer quando concluir o mandato.

Sobre os cargos partidários que poderá desempenhar, o autarca não foi preciso, mas admitiu que “há vários” e considerou ter “perfil para várias tarefas”.

“Se houve esse convite, é uma questão a ver e analisar. Isso para mim, que me sinto jovem, com energia e força, não constitui nenhum drama. Teria era pena se, tudo aquilo que delineámos para Castro Marim, não viesse a ser executado”, acrescentou.

Lusa

Pub