Inicio | Educação | Catequistas algarvios adquirem formação básica

Catequistas algarvios adquirem formação básica

Foto © Samuel Mendonça
Foto © Samuel Mendonça

O Sector da Catequese da Infância e Adolescência da Diocese do Algarve iniciou este fim de semana o primeiro Curso de Iniciação para catequistas, previsto no seu plano de atividades para este ano pastoral 2015/2016.

A formação, cuja primeira parte decorreu na paróquia de Altura e que ali terá continuidade no fim de semana de 7 e 8 de novembro, está a ser participada por 61 catequistas, oriundos das paróquias de Altura (8), Cacela (15), Castro Marim (2), Monte Gordo (14), Paderne (2), Tavira (3) e Vila Real de Santo António (16).

O curso está a ser orientado pela equipa do Setor Diocesano da Infância e Adolescência (SDCIA) e por outros formadores convidados. No passado sábado, o primeiro dia da formação, após o acolhimento e a oração da manhã, o padre Flávio Martins apresentou os temas “A Palavra – A quem anuncia o Catequista” e “Quem é o Catequista”. Na primeira intervenção deixou claro que é a pessoa de Jesus que o catequista deve anunciar e, sobre o segundo tema, traçou o perfil do catequista explicando que este deve ser alguém que sabe o que vai anunciar, não só porque se prepara, mas porque procura testemunhar o que vive e viver o que testemunha.

Foto © Samuel Mendonça
Foto © Samuel Mendonça

Martha Soares e Rita Chaves apresentaram o que é o itinerário catequético, ou seja, as partes constituintes de uma catequese – acolhimento, Palavra de Deus, expressão de fé e compromisso –, explicando que aquela procura levar a que se ponha em prática na vida aquilo que se aprendeu.

Rita Chaves fez ainda uma abordagem ao tema “O que diz a Igreja acerca da catequese”, tendo apresentado os documentos produzidos pelo magistério da Igreja sobre a catequese, concretamente o Diretório Geral da Catequese, a exortação apostólica do papa Paulo VI “Evangelii Nuntiandi”, a exortação apostólica do papa João Paulo II “Catechesi Tradendae”, e o Catecismo da Igreja Católica.

Já o padre Nelson Rodrigues, que abordou o tema “Psicologia da Infância e Adolescência”, alertou os participantes para o facto de os catequizandos não serem todos iguais, uma vez que cada um tem a sua história, personalidade, família e ambiente. O sacerdote sensibilizou ainda para a necessidade de se adaptarem às diferentes fases dos catequizandos.

Foto © Samuel Mendonça
Foto © Samuel Mendonça

Ontem, a irmã Josefina Teixeira explicou aos formandos “O que anuncia a catequese”, aludindo à parábola bíblica do semeador para evidenciar as semelhanças entre o trabalho de um agricultor e o de um catequista. A religiosa, responsável pelo SDCIA, apresentou ainda o tema “Que anuncio faz hoje a Igreja”, referindo-se, para além da documentação da Igreja referida por Rita Chaves, à encíclica do papa Francisco “Laudato Sí” para sublinhar a preocupação ecológica que a catequese também deve ter.

A segunda parte da formação, nos dias 7 e 8 do próximo mês, abordará os temas “A Bíblia, sua constituição e importância na Catequese” que será apresentado pelo padre Jesús Ejocha, “A realidade da nossa Catequese”, pela imã Leonor Bernardino, “O que é a Catequese”, pela irmã Josefina Teixeira, “Catecismo da Igreja Católica”, pelo padre Flávio Martins, “Como anuncia o Catequista”, pela irmã Leonor Bernardino, seguindo-se um momento de trabalhos de grupo com a preparação de uma catequese que será apresentada.

Do plano de atividades do SDCIA consta ainda um segundo Curso de Iniciação para catequistas a realizar nos dias 2 e 3 e 16 e 17 de abril, na paróquia de Quarteira.

Verifique também

Diocese do Algarve começou a implementar a nova formação inicial para catequistas

O novo curso de formação inicial para catequistas, implementado este ano de modo experimental a …