Pub

© Samuel Mendonça
© Samuel Mendonça

O Presidente da República, Cavaco Silva, foi recebido na sexta-feira com apupos em Silves por dezenas de manifestantes, que gritaram “demissão” e empunhavam cartazes contra as medidas de austeridade do Governo.

Cerca de cinquenta manifestantes ostentavam cartazes onde se podia ler “Mudar de política e de Governo”, “Contra o desemprego e a precariedade”, “Derrotar este Governo, a ‘troika’ e as suas políticas” ou “Defesa do Hospital do Barlavento” e sopravam ruidosamente em apitos.

À chegada às estufas de frutos vermelhos Celpaberry, em Silves, Cavaco Silva não parou ao pé dos manifestantes, entrando diretamente para a exploração agrícola. Quando o chefe de Estado chegou, ouviram-se gritos de “demissão”.

Questionado pelos jornalistas, à margem da visita que efetuou à uma exploração agrícola, sobre a manifestação de quinta-feira, que juntou milhares de elementos das forças de segurança, em Lisboa, o Presidente da República disse hoje que “não se podem ignorar” as vozes que se fazem ouvir na rua.

“Acho que nunca se pode ignorar as vozes que se fazem ouvir na rua, quaisquer que elas sejam desde que se apresentem como razoáveis”, disse Cavaco Silva.

com Lusa

Pub