Pub

"A fim de que a população seja totalmente esclarecida, a comissão de Portimão da CDU exige que seja apurada a verdade sobre os motivos que conduziram a tal iniciativa judicial", lê-se num comunicado daquela coligação política.

O vice-presidente da Câmara de Portimão, Luís Carito, o vereador Jorge Campos e outras três pessoas foram detidos por suspeitas de corrupção, administração danosa, branqueamento e participação económica em negócio, informou ontem a Procuradoria-Geral da República (PGR) em comunicado.

Os dois autarcas e os outros três suspeitos foram detidos no âmbito de uma investigação da Polícia Judiciária (PJ) que culminou com a realização de buscas na autarquia e nas instalações da empresa municipal Portimão Urbis.

Lusa

Pub