Inicio | Sociedade | Comissão de Utentes da Via do Infante protesta no sábado junto à EN125

Comissão de Utentes da Via do Infante protesta no sábado junto à EN125

© Samuel Mendonça
© Samuel Mendonça

A Comissão de Utentes da Via do Infante (A22) anunciou hoje que vai pedir no sábado, na Estrada Nacional 125, em Benfarras, Loulé, a “suspensão imediata” da cobrança de portagens na antiga autoestrada Sem Custos para Utilizador (SCUT) do Algarve.

O local do protesto foi escolhido “em solidariedade com os familiares de uma vítima mortal” de um acidente rodoviário ocorrido em Benfarras, localizada junto à Estrada Nacional 125 (EN125), onde circula muito do tráfego da A22 para evitar pagar portagens, acrescentou a Comissão de Utentes.

“O Algarve encontra-se num estado de guerra permanente devido à introdução das portagens na Via do Infante pelo governo PSD/CDS. Todos os dias acontecem acidentes de viação, muitos deles com feridos graves e vítimas mortais, como sucedeu há alguns dias em Benfarras. As portagens no Algarve ressuscitaram a estrada da morte – é no que se transformou de novo a rua urbana 125”, acusou a Comissão de Utentes da Via do Infante em comunicado.

A estrutura que representa os utilizadores da A22 considerou “lamentável e vergonhoso” que a “maioria PSD/CDS-PP e grande parte dos deputados do PS” se tenham oposto, “mais uma vez”, a uma petição que a Comissão apresentou no Parlamento, em novembro, pela abolição de portagens na Via do Infante.

A Comissão de Utentes considera que “só uma luta muito forte e determinada obrigará o governo a levantar as portagens da morte” e apela à participação da população no protesto, que tem concentração marcada para as 14:30, junto à EN 125, em Benfarras.

Verifique também

PJ detém militar suspeito de abusar sexualmente de menor no concelho de Tavira

A Polícia Judiciária (PJ) anunciou hoje a detenção, na quinta-feira, de um militar de 25 …