Pub

A Câmara de Albufeira isentou as famílias e as empresas do concelho das tarifas fixas de água, águas residuais e resíduos sólidos durante quatro meses para mitigar os efeitos da pandemia de covid-19, foi hoje anunciado.

Em comunicado, a Câmara de Albufeira adianta que a medida, cujos efeitos se fizeram sentir já na fatura de abril, se aplica a todos os consumidores domésticos e não-domésticos, durante quatro meses, e prolonga-se até ao próximo mês de julho.

Segundo a autarquia, no caso dos consumidores domésticos, a isenção das tarifas corresponde a uma poupança mensal de 8,90 euros, o que significa que, para um consumo de 10 m3 por mês, o valor a pagar com a isenção será de 15,29 euros, em vez de 24,26 euros, o que corresponde a um desconto de 37%, exemplificou.

Já os consumidores não-domésticos com consumos de 50 m3 por mês, antes da medida iriam pagar 150,81 euros, passando agora a pagar 125,33 euros. No caso de o consumo chegar aos 500 m3, em vez de 1.356,37 euros passarão a pagar 1.253,30 euros.

De acordo com o município, na fatura de abril, apesar de já estarem contempladas as referidas isenções, apenas surge discriminado o consumo, sendo expectável que em maio, junho e julho as faturas já possuam a informação relativa às isenções, prossegue a nota.

Com vista a evitar o contágio pelo novo coronavírus, o município decidiu, ainda, suspender o serviço de leitura de contadores de água.

Assim, para que não haja faturação por estimativa e acautelando a deteção de eventuais fugas de água nas redes prediais, os consumidores deverão comunicar, nos dias indicados na fatura, a leitura do contador para o número 808 202 274 ou para o email agua.leitura@cm-albufeira.pt.

Portugal contabiliza 948 mortos associados à covid-19 em 24.322 casos confirmados de infeção, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre a pandemia divulgado hoje.

Relativamente ao dia anterior, há mais 20 mortos (+2,2%) e mais 295 casos de infeção (+1,2%).

O país cumpre o terceiro período de 15 dias de estado de emergência, iniciado em 19 de março, e o Governo já anunciou a proibição de deslocações entre concelhos no fim de semana prolongado de 01 a 03 de maio.

Pub