Pub

A Câmara de Lagos começou a distribuir à população e ao comércio local um total de 100 mil máscaras comunitárias de proteção individual para travar a propagação da pandemia de covid-19, foi anunciado.

O município avançou, em comunicado, que a distribuição dos equipamentos é feita “porta a porta, junto do comércio local e nalguns bairros residenciais, em articulação com outras iniciativas, como o projeto ‘COVIDAlgarve’, que promove ações de sensibilização” com alunos do último ano de Medicina da Universidade do Algarve.

O uso de máscaras pelas populações está indicado pela Direção-Geral da Saúde como sendo de utilização obrigatória em vários espaços e circunstâncias, de modo a conter a propagação de infeções pelo novo coronavírus.

As máscaras comunitárias “afiguram-se de especial utilidade nesta fase de desconfinamento gradual iniciado pelas autoridades nacionais e locais, recebendo cada munícipe um ‘kit’ de três equipamentos reutilizáveis”, lê-se na nota.

As máscaras, produzidas em material lavável para uma maior durabilidade, foram, numa primeira fase, distribuídas às instituições de solidariedade social, escolas, entidades de proteção civil e forças de segurança.

No entanto, a autarquia alerta que a utilização da máscara, “embora constitua uma medida de proteção adicional, não substitui as regras de distanciamento social, de etiqueta respiratória, de higiene das mãos e a utilização de barreiras físicas, devendo ser utilizada adequadamente”.

Pub