Pub

O Sporting Clube Farense anunciou hoje a doação, em conjunto com empresas parceiras, de 100 mil euros ao Algarve Biomedical Center, dirigidos à aquisição de material e equipamento para o tratamento de doentes infetados com Covid-19.

“O Sporting Clube Farense, juntamente com empresas parceiras, doou na passada sexta feira 100.000 euros ao Algarve Biomedical Center para a aquisição de material e equipamento fundamental para o tratamento dos pacientes infetados com o Covid-19”, informou o emblema algarvio, em comunicado divulgado nas redes sociais.

O clube de Faro encomendou também 10 monitores recomendados pela própria estrutura hospitalar, tidos como “basilares para a monitorização de pacientes ventilados”, e 1.000 máscaras de proteção para os profissionais de saúde.

O Sporting Clube Farense salienta ainda que está em “contacto e articulação com a direção do Hospital do Algarve e Câmara Municipal de Faro com vista à utilização dos seus espaços nesta altura de necessidade premente”.

O clube algarvio espera “apenas servir de exemplo e mote para a mobilização de outras entidades em torno da supressão das necessidades dos hospitais do país”.

“Esta é uma luta de todos, onde a importância de não sair de casa – a não ser por motivos de excecional importância – é tão grande quanto a necessidade de outras instituições se chegarem à frente nestes momentos de falta”, sublinha o Farense, cuja equipa segue no segundo lugar da II Liga, interrompida devido à pandemia da Covid-19.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 308 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 13.400 morreram.

Depois de surgir na China, em dezembro de 2019, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu tornou-se o epicentro da pandemia, com a Itália a ser o país do mundo com maior número de vítimas mortais (4.825), o que levou vários países a adotarem medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

Em Portugal, que se encontra em estado de emergência desde as 00:00 de quinta-feira, a Direção-Geral da Saúde elevou hoje o número de casos confirmados de infeção para 1.600, mais 320 do que no dia anterior. O número de mortos no país subiu para 14.

Pub